segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Torque

GUARAPUAVA - O Allan Bernardo da Silva, ralizeiro lá de Pernambuco, indicou esse vídeo. "Torque", um documentário de pouco mais de 12 minutos que "prova que não se gasta rios de dinheiro pra se ter automobilismo".

Produção do Victor Eleutério e do Lucas Menezes. Vale ver.

Torque from Victor Eleutério on Vimeo.

sábado, 29 de dezembro de 2012

Sertanejo rodada dupla

CASCAVEL - Foto de agora há pouco, tirada na sede de um dos fã-clubes de Luc & Juli, lá em Pirituba.

Nosso pessoal já está ralando em São Paulo na divulgação das duas edições do "Sertanejo rodada dupla", que já está dando mais o que falar que o Rock'n Rio. Ainda não tocamos no Rock'n Rio, talvez seja isso.

Enfim, serão duas noites, cada noite com dois shows - o nosso e o de Everton & Alex. O primeiro evento, dia 15 de janeiro, vai ser na Adega Original, na Zona Norte. O segundo, no dia 16, vai rolar n'O Depósito Boteco Paulistano, na Zona Leste.

Dia desses uma conhecida lá de Interlagos fez contato comigo pedindo informações sobre reserva de mesas, algo assim. A quem mais isso interessar, vai aí o caminho telefônico das pedras: reservas para os shows no Adega, 2978-7853 ou 2950-2492 - eles também disponibilizam o e-mail adegaoriginal@terra.com.br; para os d'O Depósito, 2268-0677. Os ingressos, para os dois casos, vão custar R$ 20 para homens e R$ 15 para mulheres.

E já ouvi falar que a feijoada que o Fernando e a Rosa servem aos sábados lá n'O Depósito é de fazer lamber os beiços.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Um Veríssimo verídico

CASCAVEL - Se em época de trabalho já tenho pouco de útil a compartilhar com a audiência, nada se deve esperar de meus miúdos conhecimentos nos raros dias em que estou parado. Caso de hoje, dia em que o compromisso mais importante – e é de fato importante – é um ensaio para os shows do mês que vem em São Paulo. Aliás, acabaram de ligar do estúdio, vou correr para lá.

Há coisas úteis a serem compartilhadas além das minhas searas, entre elas um rico texto de Luis Fernando Veríssimo. Não é daquelas porcarias da internet que todo mundo atribui ao Veríssimo, ou ao Jabor, ou a quaisquer outros bons escritores. Está em “Diálogos impossíveis”, livro de crônicas do próprio Veríssimo, que estou terminando de ler.

SONHOS

Sonhar é como ir ao cinema. Seus olhos se fechando são como as luzes do cinema se apagando, e seu sonho é como um filme projetado na tela. Só que... Só que, mesmo que você não saiba exatamente o que vai ver n cinema, tem uma ideia. Leu uma sinopse do filme no jornal, viu o cartaz. Sabe se vai ver um drama ou uma comédia. Sabe quem são os atores. Sabe que, se for filme de horror, vai se assustar. Se for um filme com o Sylvester Stallone, vai ter soco etc. Quer dizer: você entra no cinema preparado. Mas você nunca dorme sabendo o que vai sonhar.

Ninguém está preparado para o que vai ver no sonho. Será um pesadelo? Será um sonho romântico? Lúbrico? Engraçado? Um sonho estranho, com tartarugas cantantes acompanhando em coro um dueto lírico do Stallone com aquela sua antiga professora de matemática? Você não sabe. O sonho é sempre uma surpresa.

E outra coisa: se não estiver gostando do filme, você pode sair na metade. Com o sonho, isso é difícil. O ideal seria se você pudesse escolher seu sonho. Ou pelo menos descobrir como ele seria, para você saber o que esperar. uma espécie de sinopse. Por exemplo...

Drama de costumes. Você é um cossaco na Rússia imperial e recebe ordens para arrasar um vilarejo onde todos os homens se chamam Rimski e fazem sexo com cabras, o que não seria tão ruim se as abras não usassem máscaras do tzar. No meio do entrevero surge, misteriosamente, a sua mãe e manda você voltar para casa e não esquecer de lavar as mãos, e o seu cavalo vai rindo o tempo todo.

Drama psicológico. Você está num apartamento que não conhece. Sente que precisa sair dli mas não encontra a saída. Perambula pelas peças vazias até chegar numa em que há um homem estirado num divã. É o dr. Freud dormindo uma sesta. Você o sacode, para perguntar onde fica a saída. Ele acorda, sobressaltado, e diz “ach, bem na hora do chantilly no umbigo!” e passa a persegui-lo por dentro do apartamento, obrigando você a pular por uma janela e cair na cadeira do senador Eduardo Suplicy, que felizmente está viajando. Você tenta figur de Brasília mas também não encontra a saída.

Comédia romântica. Tudo se passa num resort do Caribe. Você confundiu as Patrícias, combinando um fim de semana com a Pilar mas indo com a Poeta. Descobre que a Pilar chegou no hotel atrás de você. Há cenas hilariantes, como a de você se disfarçando de palmeira para não ser reconhecido e fingindo ser um garçom no luau até tropeçar na Luana Piovani e cair dentro da fogueira. A Luana leva você para fazer curativos na sua cabana enquanto a Pilar e a Poeta, que se juntaram, procuram por você. No fim as três se unem para jogá-lo no mar, onde você é recolhido por um iate e adotado pela Angelina Jolie.

Horror. Você está num bastidor e alguém acaba de lhe dar uma batuta para reger a grande orquestra sinfônica que o espera no palco.

– Vá – diz alguém no seu ouvido.

Há ruídos de impaciência vindos da plateia. A orquestra também está inquieta. Onde está o maestro? Mas você não é maestro. Você não entende nada de música. Você não sabe o que está fazendo ali. E você está nu.

– Vá – dizem outra vez.

– Eu estou sem roupa – protesta você.

– Vai assim mesmo, agora não há mais tempo.

Você tenta desesperadamente retardar sua entrada no palco:

– O programa. Eu não sei qual é o programa!

– Toca qualquer coisa – é o conselho que lhe dão. – O importante é entrar no palco.

– Mas eu estou nu!

– Não interessa, entra!

E você é empurrado para o palco. Ouve o som do espanto coletivo da plateia. A orquestra também está de boca aberta. O primeiro violino recua, para evitar qualquer contato com você. Você sobre no estrado, olha para o lado e o seu horror aumenta. Esperando nos bastidores estão um coro de tartarugas, o Sylvester Stallone e aquela sua antiga professora de matemática esperando a sua vez de entrar.

***

Apesar do presumível alerta para a proibição da reprodução total ou parcial da obra, que por sinal não encontrei em página alguma, Veríssimo há de me perdoar, se não pelo fato do texto já ter sido publicado nas edições de 26 de abril de 2009 dos jornais “Estado de S. Paulo” e “Zero Hora”, pela recomendação expressa que faço a “Diálogos impossíveis”. Saiu neste ano dos fornos da Editora Objetiva e o volume é bem barato. Não lembro quanto custou, mas se fosse caro eu não o teria comprado.

Não tenho comprado nada caro de uns tempos para cá.

domingo, 23 de dezembro de 2012

Isso é Interlagos

CASCAVEL - Aos vários relatos de quem frequenta Interlagos de alguma forma, some-se a foto aí abaixo, publicada ontem pelo Rodrigo Ruiz, que por lá fotografa as últimas corridas do ano, as da penúltima etapa do Campeonato Paulista, que vai terminar no terceiro fim de semana de 2013.

Uma verdadeira criação do mosquito da dengue, como bem definiu o Rodrigo, mostrando quão patética é a administração pública da maior cidade do país, que gasta milhões de dinheiros todos os anos nas reformas para o GP do Brasil de Fórmula 1 e não é capaz de pôr abaixo o mato que torna o lugar menos bonito e menos seguro. As tais obras invariavelmente deixam o autódromo exatamente como estava antes, salvo uma demão de tinta aqui, uma base de concreto ali. Ninguém até hoje deve ter se preocupado em saber para onde vai, de fato, essa fortuna anual justificada nas reformas. A partir de 2013 é gestão da petezada, aí pode ser que tudo isso melhore, e tal.

Ciente das pedradas dos ratos de autódromo, pergunto: sou o único a achar que São Paulo e o Brasil têm coisa a melhor a fazer com o dinheiro público que investir milhões por ano em uma corrida de Fórmula 1?

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

No Estoril tem mais!

CASCAVEL - Faz duas semanas que terminou a temporada do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil.

Foi, como o pessoal da categoria bem definiu, a melhor temporada da história da competição. Predicados que ficaram bem claros durante todo o fim de semana das etapas finais, em Interlagos, onde dividimos tempo, espaço e bons momentos com a galera da Stock Car.

Um dos momentos já bastante aguardados das etapas é o vídeo que o Ricky, o Rodrigo e o Fábio e o Talibã, rapaziada da equipe Motores Velozes, prepara ao fim de cada evento. O de Interlagos está aí, pra todo mundo curtir.

Faz duas semanas que trocamos os votos de fim de ano no ambiente do Porsche GT3 Brasil. Hora de um fôlego. A gente se vê de novo no Estoril, daqui a três meses e meio.

A nova Stock Light

CASCAVEL - Campeonato Brasileiro de Turismo. Foi assim que a Vicar anunciou a criação da categoria que em 2013 assumirá a condição de categoria de acesso à Stock Car.

Esse papel de categoria de acesso já foi exercido pela Stock Car "B", depois convertida em Stock Car Light, e em 2012 à Copa Montana.

O novo carro, de fabricação assinada pela JL, dos Giaffone, é esse da ilustração aí acima, fornecida pela própria Vicar. É mais largo e mais baixo, sugerindo maior estabilidade. A estrutura tubular reforçada acolherá um motor V8 com cerca de 350 cavalos, com câmbio sequencial de cinco marchas. Os pneus, acompanhando a novidade da Stock Car, serão Pirelli.

Bonitão, o carro. À primeira vista, fez-me lembrar o da Sprint Race. Mas, voltando ao assunto, alguém sabe o que será feito dos carros da Copa Montana?

ATUALIZANDO EM 21 DE DEZEMBRO, ÀS 15h57:

As estruturas tubulares dos carros do Brasileiro de Turismo, segundo apurei há pouco, são diferentes das que moldam os carros da Copa Montana. Quanto ao destino das picapes, tudo que se disser de momento não terá passado de pura especulação.

O início do TRC

CASCAVEL - O Marçal Melo mandou agora há pouco um vídeo que mostra como foi o lançamento do Touring Racing Club, categoria que terá os Subaru com tração nas quatro rodas na pista em 2013.

GT com oito etapas em 2013

CASCAVEL - Chegou há pouco o comunicado da SRO Latin America anunciando o calendário de etapas do Campeonato Brasileiro de GT para 2013. Composta por oito etapas, a temporada vai começar e terminar em Interlagos, com o primeiro evento nos dias 13 e 14 de abril e o último nos dias 7 e 8 de dezembro.

Interlagos também vai receber a quinta etapa, nos dias 17 e 18 de agosto. Curitiba aparece como sede de duas etapas – a terceira, nos dias 22 e 23 de junho, e a sexta, dias 7 e 8 de setembro.

A segunda será em Santa Cruz do Sul, nos dias 25 e 26 de maio. A quarta, dias 27 e 28 de julho, será em Tarumã, onde há mais de cinco anos começou a história da categoria no Brasil. A torcida gaúcha comemora a volta ao Velopark, nos dias 12 e 13 de outubro, na sétima e penúltima etapa.

O comunicado da SRO faz menção à possibilidade de uma corrida na Argentina, entre fim de outubro e início de novembro, e informa que a etapa final, em Interlagos, será em programação conjunta com a etapa brasileira do FIA GT World Series.

Pode haver, ainda segundo o comunicado dos promotores do evento, algumas mudanças de datas e locais como consequência nas negociações ainda não concluídas com televisão e patrocinadores.

E por enquanto é isso.

Na íntegra: Moto 1000 GP (GP 600), 7/8 e 8/8

CASCAVEL - E, para completar as postagens de todas as corridas da última temporada do Moto 1000 GP, vão aqui as duas últimas etapas da categoria GP 600, que compuseram a rodada dupla do GP Petrobras no último domingo, no autódromo de Curitiba.

Adrian Silveira ganhou as duas corridas. Chegou a quatro vitórias em quatro etapas disputadas. Segurem esse argentino em 2013... Bem, vai aí a íntegra da sétima etapa, que abriu a programação da GP 600.

A oitava etapa, que confirmou o título do André Veríssimo, está no vídeo abaixo. Tem, igualmente, narração do Celso Miranda, comentário do César Barros e reportagem do Ricardo Montesano.

Agora, é esperar por 2013. Tenho acompanhado a certa distância algumas das novidades que vão aparecer no evento – que passa, inclusive, a ter chancela oficial da Confederação Brasileira de Motociclismo, ganhando status de Campeonato Brasileiro. Vai ser uma temporada bem interessante.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Na íntegra: Mercedes-Benz Grand Challenge, 16/16

CASCAVEL - O Mercedes-Benz Grand Challenge também encerrou a temporada no último domingo em Interlagos. João e Márcio Campos, pai e filho, foram a São Paulo com o bicampeonato já assegurado. Quanto à classificação final, a disputa principal valia o vice.

Transmitimos ao vivo pela Rede TV!, pela TV UOL e pelo Portal GT, eu narrando, o Mário Laffitte comentando, o Kaká Ambrósio na reportagem. É a transmissão que segue aí, na íntegra.

ASSISTA TAMBÉM:

Mercedes-Benz Grand Challenge: primeira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: segunda etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: terceira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quarta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quinta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sexta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sétima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: oitava etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: nona etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-primeira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-segunda etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-terceira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-quinta etapa

Na íntegra: Brasileiro de GT, 16/16

CASCAVEL - Terminou a temporada do Brasileiro de Gran Turismo, enfim. A 16ª e última etapa, tal qual transmitida ao vivo no último domingo para os telespectadores da RedeTV! e os GTnautas da TV UOL, do Portal GT e do Total Race, está no vídeo aí abaixo.

Eu narro, André Duek comenta, Kaká Ambrósio traz a reportagem de box.

ASSISTA TAMBÉM:
Brasileiro de GT, primeira etapa

Brasileiro de GT, segunda etapa

Brasileiro de GT, terceira etapa

Brasileiro de GT, quarta etapa

Brasileiro de GT, quinta etapa

Brasileiro de GT, sexta etapa

Brasileiro de GT, sétima etapa

Brasileiro de GT, oitava etapa

Brasileiro de GT, nona etapa

Brasileiro de GT, décima etapa

Brasileiro de GT, décima-primeira etapa

Brasileiro de GT, décima-segunda etapa

Brasileiro de GT, décima-terceira etapa

Brasileiro de GT, décima-quarta etapa

Brasileiro de GT, décima-quinta etapa

Garota 500 Milhas Brasil

CASCAVEL - Essa é pras mulheres bonitas de plantão.

A 500 Milhas Brasil, prova de motovelocidade que abrirá o calendário de competições de 2013 com 16ª edição no dia 13 de janeiro, em Interlagos, lançou o Concurso Garota 500 Milhas Brasil, que vai distribuir R$ 15 mil em prêmios e mais premiação surpresa oferecida por uma das empresas parceiras do evento.

As candidatas precisam ter 18 anos ou mais, ser brasileiras natas ou naturalizadas e manter um perfil no Facebook. O primeiro passo é o envio, até 5 de janeiro, de três fotos – de rosto, corpo e perfil – por e-mail para imprensa@500milhasbrasil.com.br, acompanhadas de nome, idade, profissão, cidade, data de nascimento e número do manequim. A aprovação no concurso será informada às meninas também por e-mail.

As fotos selecionadas na primeira fase serão postadas na fan page das 500 Milhas Brasil, de onde as candidatas deverão compartilhar a foto em seu perfil pessoal. A postagem será feita, também, na fan page da Clínica Ébela - dica preciosa do blog às candidatas: "curtam" as duas fan pages.

As 10 fotos que receberem maior número de “curtir” até o dia 7 estarão classificadas para a segunda fase, que consistirá em um desfile no autódromo de Interlagos, onde um júri apontará a musa da prova.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Campeão na Sprint

CASCAVEL - Campeão paranaense de Marcas & Pilotos deste ano, o Daniel Kaefer não conseguiu esconder seu futuro no automobilismo. Nem fez muita questão, na verdade.

O piloto de Cascavel, 22 anos, já acertou os ponteiros com o Thiago Marques e vai participar do campeonato da Sprint Race no ano que vem. O layout do carro parece estar definido, já, conforme se vê aqui.

A temporada de 2012 da Sprint Race ainda não acabou, na verdade. A nona e última rodada dupla vai acontecer neste sábado, em Interlagos. Tem sete pilotos com chance de título, tem tudo para ser um fim de semana bem acirrado. As provas da penúltima rodada, disputadas em Curitiba, estão em vídeo nesse link aqui.

Na íntegra: Moto 1000 GP (GP Light), 7/8 e 8/8

CASCAVEL - O Nick Iatauro, corintiano dos bons, prometeu ganhar pelo menos uma das corridas do GP Petrobras, que encerrou a temporada do Moto 1000 GP no último domingo em Curitiba, e comemorar no pódio com a bandeira do Corinthians. Cumpriu metade da promessa. Venceu a primeira prova da programação da categoria GP Light. Esqueceu-se de providenciar a bandeira. Como mandou um sono “Vai, Corinthians!” durante a coletiva de imprensa, está perdoado pela falha.

No vídeo abaixo, a íntegra da sétima e penúltima etapa da GP Light, vencida pelo Nick e transmitida pelo canal Bandsports com narração do Celso Miranda, comentário do Cesinha Barros e reportagem do Ricardo Montesano.

Na oitava etapa, a vitória foi do Lucas Barros, que havia sido campeão com o terceiro lugar de horas antes. Lucas esteve no pódio de todas as corridas do ano. Faz 17 anos depois de amanhã. Foi seu primeiro ano sobre uma moto de 1.000cc.

E o Celso mandou muitíssimo bem quando observou, pouco antes das onze da manhã, que o Corinthians comemorava o bicampeonato mundial de futebol.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Sertanejo rodada dupla

CASCAVEL - Bem, acabaram as corridas. Na verdade, ainda não acabaram, no fim de semana vão rolar em Interlagos etapas de categorias que eu narro em pós-produção, mas a correria louca dos últimos meses acabou. Alguns expedientes aqui no escritório, mas de agora em diante consigo parar alguns bons dias em casa, dormindo no meu travesseiro todo dia. Sossego, enfim.

O que não quer dizer agenda livre. Pelo contrário, a viagem da última semana serviu também para definirmos os dois primeiros shows da nossa dupla, Luc & Juli, em São Paulo. Vão ser nos dias 15 e 16 de janeiro, sempre abrindo as noitadas que vão culminar em shows dos nossos parceiros Everton & Alex, que vão nos acompanhar na, hã, miniturnê.

“Sertanejo rodada dupla”, vai ser o nome do negócio, embora tanto o nosso repertório quanto o dos meninos vá ter bastante coisa fora desse estilo. A primeira festa, no dia 15, vai ser na Adega Original, na Zona Norte (e não na Vila Mariana, como eu havia escrito antes). A segunda, dia 16, vai ser n’O Depósito Boteco Paulistano, na Zona Leste, o link indica o perfil da casa no Facebook.

Eu tinha dado fim ao envolvimento com a música, é sabido. Ter voltado ao palco quase três semanas atrás na GT Party, onde pagamos uma “dívida” com os amigos do Brasileiro de Gran Turismo, deu motivação para cumprirmos outra promessa antiga: as apresentações em São Paulo, onde o repertório de Luc & Juli é aguardado por vários amigos que me acompanham na internet, na televisão, na vida, sobretudo pelo envolvimento com o automobilismo.

Então é isso. Vários parceiros arregaçaram as mangas para que o “Sertanejo rodada dupla” rolasse em São Paulo, vamos tratar de explicitar os aplausos a todos eles nos próximos dias.

Essas duas festas vão ser bem legais.

Na íntegra: Moto 1000 GP (GP 1000), 7/8 e 8/8

CASCAVEL - A temporada de 2012 do Moto 1000 GP terminou domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba. Pela realização concomitante com a final do Brasileiro de GT, não participei da transmissão da prova de motovelocidade, que foi muitíssimo bem comandada pelo Celso Miranda, sempre com o César Barros no comentário e o Ricardinho Montesano na reportagem.

Como a Superfinal do campeonato aconteceu em rodada dupla, colocando em disputa o GP Petrobras, vou postando por aqui as duas corridas de cada categoria. Começamos pela categoria GP 1000, a principal do evento.

Primeiro, a sétima etapa, na íntegra.

Por fim, a oitava etapa, que acabou definindo o título do argentino Luciano Ribodino na GP 1000 – a geração de imagens, sempre é bom lembra, é da CATVE, aqui de Cascavel.

domingo, 16 de dezembro de 2012

O dono do mundo (1)

SÃO PAULO - E foi assim que eu narrei hoje, aqui de Interlagos, as etapas finais do Mercedes-Benz Grand Challenge e do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo.

Coisa de campeão, sabe? Dono do mundo, claro, é o Coringão. Eu ainda estou longe disso.

sábado, 15 de dezembro de 2012

O melhor remédio

SÃO PAULO - Tá, admito. Eu ri.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Na íntegra: Brasileiro de GT, 13/16

SÃO PAULO - Fim de semana retrasado foi histórico para Cascavel e seu automobilismo, com a etapa inédita do Brasileiro de Gran Turismo, valendo a 27ª Cascavel de Ouro.

A corrida de sábado, que abriu a rodada dupla e teve vitória do Cacá Bueno e do Cláudio Dahruj, está aí abaixo, tal qual a transmitimos ao vivo pelo site da categoria, com minha narração e comentário do Wilsinho Fittipaldi.

Títulos antecipados no GT?

SÃO PAULO - O Campeonato Brasileiro de GT pode, claro, ter seus campeões apontados já neste sábado. Poucos apostam que isso vá acontecer, mas a matemática permite as definições de títulos na corrida das 14h30 de amanhã, que vou narrar ao vivo aqui de Interlagos para a TV UOL, o Portal GT e o Total Race.

As contas dos títulos antecipados eu fiz agora, e produziram quase um quilo de rascunhos – o DataLuc atém-se aos sistemas antigos de projeções matemáticas, sempre mais confiáveis. Não cabe esmiuçar contas à audiência do blog – a classificação do campeonato está aqui, para quem quiser examinar números. Vale lembrar, talvez, que toda dupla terá de descartar, na soma final do campeonato, seu pior resultado na segunda metade da temporada, tal qual já foi feito depois das primeiras oito corridas.

Na categoria GT3, para que o campeonato seja definido neste sábado, os líderes Cléber Faria e Duda Rosa, parceiros na pilotagem do Mercedes-Benz SLS AMG da Cautex Racing aí da foto, precisam ganhar a corrida, sem que Cacá Bueno e Cláudio Dahruj, vice-líderes com o modelo Z4 do BMW Team Brasil, terminem em segundo. Cacá e Cláudio dominaram as duas sessões de treinos livres de hoje aqui em Interlagos. O segundo lugar também pode valer o título a Cléber e Duda, desde que a dupla da BMW não vá ao pódio, onde estarão os três primeiros colocados.

Pela GT4, a liderança é de Sérgio Laganá e Alan Hellmeister. Tal qual Faria e Rosa, eles chegam a Interlagos contabilizando três vitórias em 14 corridas. Uma vitória será suficiente para os pilotos do Aston Martin Vantage da equipe M2 Competições fazerem já no jantar de amanhã a festa do título.

Se terminarem em segundo, dependerão da vitória não ser de Leonardo Cordeiro e Vitor Genz, parceiros no M3 do BMW Team Brasil – Léo, que começou o ano correndo em dupla com William Starostik, está sozinho na vice-liderança. Qualquer colocação de Alan e Sérgio entre os 10 primeiros da GT4 será suficiente para acabar com as chances de título de Valter Rossete e Fábio Greco, pilotos da Maserati GT. Terminando entre os oito melhores amanhã, os líderes também tiram da briga William Freire e Duda Oliveira, seus companheiros de equipe, que competem com um Ferrari Challenge.

Na GT Premium, que contempla modelos menos recentes da categoria GT3, a disputa pelo título está restrita a duas duplas. Só há uma possibilidade de definição antecipada do título: a Ferrari F430 dos vice-líderes Raijan Mascarello e Felipe Tozzo não concluír 75% da distância do carro vencedor – o que deixaria a dupla sem pontos na etapa –, desde que os líderes gaúchos Carlos Kray e Andersom Toso levem o Lamborghini LP 520 da CKR Racing pelo menos ao segundo lugar.

As combinações de resultados projetadas aqui garantem às duplas líderes de suas categorias os pontos necessários para a conquista antecipada do título. Contudo, oficialmente, nenhuma delas será proclamada campeã amanhã. Há sempre o risco de uma desclassificada da corrida de domingo por querelas técnicas ou desportivas. Neste caso, os desclassificados não poderiam aplicar a etapa final no descarte obrigatório de resultado, o que mudaria toda a matemática do campeonato.

Querem meu palpite? Os números só vão revelar campeões no domingo, na corrida que vai começar ao meio-dia, com transmissão ao vivo da Rede TV!.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

A última PromoBLuc do ano

CASCAVEL - Eu tinha prometido lançar a promoção da semana hoje à noite, quando chegasse a São Paulo. Como nem sei se chego e estamos aguardando, Noé e eu, a chegada da condução em Cascavel, vai agora.

Sábado e domingo, todos sabem, são os dias das etapas finais do Brasileiro de GT em Interlagos. As três categorias - GT3, GT4 e GT Premium - terão nas corridas paulistanas a definição das duplas campeãs de 2012.

Os treinos classificatórios, um para cada corrida, vão acontecer sábado de manhã, conforme indica a programação do evento. E é nelas, nas tomadas de tempo, que estará calçada nossa PromoBLuc, provavelmente a última do ano.

O vencedor da brincadeira vai receber em casa, provavelmente com frete a pagar (época de crise, já viu...), um exemplar da última edição do anuário do Brasileiro de GT, lançado há pouco pela Editora Melro. O Roberto Vita, compadecido da pidonchice escancarada dos leitores do blog, ofereceu o belo brinde.

Para concorrer ao arrego, basta indicar qual será o tempo de pole-position mais baixo da etapa - ninguém sabe, claro, se a pole mais rápida será a da corrida de sábado ou a do treino para a de domingo. Quem não tem saco para manter um perfil no Twitter pode participar indicando seu palpite aí abaixo, na área de comentários, sendo imprescindível indicar nome completo e endereço de e-mail para eventual contato. Os que optarem pelos palpites tuíticos devem seguir o formato aqui sugerido:

Na #PromoBLuc do @lucmonteiro, a pole-position mais rápida do @Portal_GT em Interlagos será feita em 1min00s000. http://bit.ly/TdmNEt

Enche o saco, mas repito sempre: substituam o hipotético e impossível 1min00s000 pelo tempo que vocês acham que pode valer o anuário. Na última brincadeira teve gente tuitando os 50min00s000 que indiquei no modelo de postagem.

Vale só um palpite por participante, logicamente, e só serão aceitos os palpites postados até a meia-noite de sexta-feira, pelo horário de Brasília - semana passada teve um manauara, acho, chutando tempo de pole perto das duas da manhã, alegando que onde mora o dia ainda não havia virado.

Não custa a cada incauto participante considerar que a chicane da curva do Café será utilizada, que a saída dessa chicane foi alterada nas obras de reforma para o GP de Fórmula 1, que pode chover, que a conexão de internet pode cair, que algum petista pode ser preso...

Hora da decisão

CASCAVEL - Está rolando um tíser legal, ambientado na etapa final do Brasileiro de GT, que terá suas corridas sábado e domingo em Interlagos.

São as corridas que vão apontar as duplas campeãs do GT em 2012. Vamos transmitir tudo ao vivo pelo Portal GT, pela TV UOL e pelo Total Race. Narro as quatro corridas - nas duas duas do GT, tendo o André Duek como comentarista; nas do Mercedes-Benz Grand Challenge, ao lado do Mário Laffitte.

Estou na fila do embarque para São Paulo, inclusive. Se o Pedrão permitir, chego lá ainda hoje

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Na íntegra: Mercedes-Benz Grand Challenge, 13/16

SÃO PAULO - Neto de Nigris desembarcou em Cascavel semana passada disposto a pelo menos adiar o título do líder João Campos no Mercedes-Benz Grand Challenge. E conseguiu, na corrida de sábado, que abriu a penúltima rodada dupla. Venceu, enquanto Campos terminou em sexto, com o carro debilitado por um acidente.

Herdaria o quinto lugar, já que Amorim Júnior, o terceiro na bandeirada final, foi desclassificado por uma querela técnica. Com narração minha e comentário do Cadu Tupy, transmitimos a corrida ao vivo pela CATVE e lá no site do evento, tal qual na reprodução a seguir.

ASSISTA TAMBÉM:

Mercedes-Benz Grand Challenge: primeira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: segunda etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: terceira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quarta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quinta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sexta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sétima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: oitava etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: nona etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-primeira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-segunda etapa

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Na íntegra: Brasileiro de GT, 14/16

SÃO PAULO - A dupla vencedora da Cascavel de Ouro, semana passada, saiu da segunda corrida do Brasileiro de GT em Cascavel, a de domingo, válida pela 14ª etapa do campeonato. Vitória de Paulo Bonifácio e Sérgio Jimenez, com a “asa-de-gaivota” da Mercedes-Benz.

Jimenez, inclusive, já transformou em marca registrada, para as corridas que ganha no GT, abrir as asas da gaivotinha, como ele próprio a chama. Tal qual Helio Castroneves escala alambrados, Rubens Barrichello sambava no pódio, Carl Edwards dá mortais pra trás, Fernando Alonso aperta tetinhas, por aí vai.

Com Wilsinho Fittipaldi de um lado e eu de outro, transmitimos essa corrida ao vivo pela Rede TV!, como segue.

ASSISTA TAMBÉM:
Brasileiro de GT, primeira etapa

Brasileiro de GT, segunda etapa

Brasileiro de GT, terceira etapa

Brasileiro de GT, quarta etapa

Brasileiro de GT, quinta etapa

Brasileiro de GT, sexta etapa

Brasileiro de GT, sétima etapa

Brasileiro de GT, oitava etapa

Brasileiro de GT, nona etapa

Brasileiro de GT, décima etapa

Brasileiro de GT, décima-primeira etapa

Brasileiro de GT, décima-segunda etapa

Brasileiro de GT, décima-terceira etapa

sábado, 8 de dezembro de 2012

PromoBLuc e seus vencedores

SÃO PAULO - Vamos, então, aos vencedores das #PromoBLuc do fim de semana em Interlagos.

A primeira delas exigiu dos ávidos internautas, até a meia-noite de ontem, palpites precisos sobre qual seria o tempo da pole-position do Porsche GT3 Cup Brasil. Valia pendrives personalizados do campeonato. Ricardo Baptista, já campeão da temporada, garantiu o primeiro lugar no grid com uma volta em 1min43s355.

Quem mais se aproximou do tempo do Baptista foi o Carlos Montalvão, que participou pelo Twitter, onde despacha como @carlos_gd26. Ele chutou a pole em 1min43s168 e ficou a 187 milésimos de segundo do resultado exato.

Como seriam três os contemplados, também vão receber pendrives o José Carlos da Silva Júnior, que cravou 1min42s985 e errou por 0s350, e a Geisa de Oliveira Pereira, que chutou 1min42s900 e ficou a 0s455 do tempo de volta de Baptista. Todos apostaram em voltas um tanto mais rápidas que a do pole. Dos que apostaram em voltas menos rápidas, quem mais se aproximou da marca exata foi o Roger Silvestro, que arriscou 1min43s823, um tempo 0s468 diferente - perdeu um pendrive para a Geisa por 13 milésimos de segundos, logo.

Esses pendrives contêm os highlights produzidos pela equipe Motores Velozes com imagens muito bacanas de todas as etapas já disputadas em 2012.

Aí teve as promoções ambientadas na Stock Car. Na que valeu o boné autografado do Rubens Barrichello, o vencedor foi Juliano Del Antonio, que arriscou o tempo de volta do piloto na tomada de tempos classificatória aqui em Interlagos em 1min43s140. Rubens conquistou o oitavo lugar no grid virando em 1min43s179. Quem não vai gostar nada do resultado é o Cleomar Ferreira, que apostou um milésimo de segundo abaixo do chute do Juliano.

E teve, também, a promo valendo um boné autografado do Helio Castroneves. Nessa, os incautos participantes tinham de arriscar, até hoje cedo, antes do treino classificatório, qual seria a posição de largada do piloto na Corrida do Milhão. Helio vai largar em 23º, confirmando o que haviam arriscado o nanico Bruno Valle, aqui de São Paulo, e também o Léo Gomes, lá do Rio de Janeiro. Eles vão resolver entre eles quem fica com o prêmio. Quando um dos dois sair vivo da discussão, ou da peleia que vão organizar entre si para o desempate, despacho a encomenda.

Os contemplados já estão sendo contatados por e-mail para combinarmos o envio dos prêmios. Apesar do trabalho que vocês deram - foi muita gente concorrendo -, foi legal. Grato a todos os que participaram.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Tem o boné do Helio, também

SÃO PAULO - E depois do bife à parmegiana do jantar, recebi do Helio Castroneves a confirmação de mais um arreguinho para a lista de promoções do fim de semana de Interlagos. Um boné que ele trouxe lá dos EUA, foi o que ele usou no pódio de St. Petersburg, vai com os devidos autógrafo e dedicatória.

Vai a jogo, também, o boné da Bosch que o Helio guardou depois da vitória na Flórida. Para concorrer, basta postar no Twitter a frase aí de baixo, substituindo o hipotético 50º lugar pelo seu palpite:

Na #PromoBLuc do @lucmonteiro, o @h3lio vai ocupar o 50º lugar no grid da Corrida do Milhão da @Stock_Car. http://bit.ly/VDgtdH

Valerão os palpites postados até as onze da manhã do sábado, um por participante. Havendo empate entre acertadores, caberá a eles próprios a definição de quem fica com o prêmio. O treino classificatório, definindo as posições de largada da etapa final da Stock, vai começar às 11h50.

Vai um pendrive do Porsche GT3 Brasil?

SÃO PAULO - Último fim de semana do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil em Interlagos. Tento escrever rápido, já que o primeiro treino oficial da categoria Cup começou e tenho de voltar lá aos boxes para narrá-lo à audiência de Interlagos.

Como é costume, a etapa marca uma promoçãozinha aqui no blog. Desta vez, com brinde inédito a quem ganhar: pendrives personalizados do Porsche GT3 Brasil, com 4 GB de capacidade – e já queimamos uma beiradinha desse armazenamento carregando-os com os clipes produzidos pela equipe Motores Velozes a cada etapa.

A promoção valeria um pendrive. Mas o Guilherme Bantel deu bobeira e acabei pegando mais dois na mochila dele. Bom matemático que sou, concluo que teremos três contemplados, cada um com uma unidade.

Como sou pouco criativo, aplico o critério de sempre à brincadeira, que termina à meia-noite de hoje. Vão receber os pendrives em casa, em frete pago e livre de impostos, os três participantes que mais se aproximarem do tempo que vai definir, nos treinos classificatórios de amanhã, a pole-position da categoria Cup no Porsche GT3 Brasil. Se virem com pesquisa para ter referência.

Um palpite só por participantes, vale tanto postando aí abaixo na área de comentários, com a devida identificação do participante e seu e-mail ou telefone para contato, quanto postando lá no Twitter, sob o seguinte formato – substituindo-se, claro, os zeros pelo tempo do palpite, sempre acabo tendo que explicar isso:

Na #PromoBLuc do @lucmonteiro, o tempo da pole no @porschegt3cup em Interlagos será de 0min00s000 http://bit.ly/YUlq2u.

O evento do fim de semana também terá a Corrida do Milhão da Stock Car, marcando uma promoção valendo o boné autografado do Rubens Barrichello. Esse blog é uma mãe.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O boné do Rubens

SÃO PAULO - Lembram da promoção do blog na Stock Car lá na etapa de Cascavel? Pois é, felizmente eu lembrei. A Lívia Castrioto recebeu o anuário dela graças a uma gentileza da piloto de motos Babi Paz. A Andréa Marques Ávila, talvez pressentindo minha total situação de penúria financeira, poupou-me do frete por Correio e sugeriu que eu trouxesse-lhe o prêmio quando viesse a São Paulo. Vim agora, o volume está aqui, a Déa vai estar pelo autódromo, vai dar tudo certo.

A primeira #PromoBLuc da reta final da temporada saiu agora há pouco. O Rubens Barrichello vai autografar um boné da equipe dele, a Medley-Full Time, para quem ganhar. O critério da brincadeira, irrefutável, é simples. O participante tem de indicar, ou na área de comentários aí abaixo ou lá no Twitter, no formato sugerido a seguir, qual será o tempo de volta de Barrichello no treino classificatório de sábado cedo, que vai definir o grid da Corrida do Milhão. Se ele avançar ao Top 10, ou Q2, ou segunda classificatória, como queiram, valerá o tempo desta última sessão.

Quem cravar o tempo exato leva, óbvio. Caso ninguém consiga, fica com o brinde quem mais se aproximar, para mais ou para menos (me senti a Sandra Annemberg, agora). Vale só um palpite por participante. O boné, que pesa menos que o anuário e tem um frete bem mais em conta, será enviado por correio para o contemplado. E será autografado depois do treino classificatório, em dedicatória ao feliz contemplado.

Para quem for concorrer pelo Twitter, a participação tem de ser postada no seguinte formato, logicamente com os zeros sendo substituídos pelo palpite, mantendo-se o link indicado:

Na #PromoBLuc do @lucmonteiro, o tempo do @rubarrichello na tomada de tempos da Corrida do Milhão será de 0min00s000. http://bit.ly/123kZSs

Ah, e só vão valer os palpites postados até sexta-feira. À zero hora do sábado a festa acaba.

O dono da América (9)

SÃO PAULO - Os problemas de quem ainda não escolheu por quem torcer na Corrida do Milhão da Stock Car acabaram.

Rubens Barrichello, com o capacete que vai usar no fim de semana aqui em Interlagos, já levou a torcida toda. Metade pró, metade contra, mas total.

Por tão nobre causa, já elegi meus pilotos do fim de semana em Interlagos. Barrichello, na Stock, e Omilton Visconde Júnior, no Porsche GT3 Cup. Vou ali nos boxes do Porsche Challenge ver se mais alguém está atacando de Coringão.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Luc & Juli, o retorno

CASCAVEL - Blog às moscas por alguns dias é sinal de correria ainda mais intensa que de costume, com isso vocês já estão acostumados. Mas eu não podia deixar de guardar aqui algumas linhas sobre o momento fantástico que a Juli e eu tivemos dias atrás, na sexta-feira, com a GT Party lá no Ministterio da Música.

Já falei bastante do assunto, não é necessário explicar o que foi. Até momentos antes da festa começar, era só um compromisso. Mais um. Foi chegando a hora, aquelas coisas de último momento esperando solução, os amigos começando a chegar, e virou curtição. Antes mesmo de subirmos ao palco.

Até que subimos, já de microfones à mão e puxando a primeira moda, uma de Jorge & Matheus - casualmente, a última do repertório também foi deles. E aquela hora e meia, ou qualquer coisa acima disso, passou voando. Nem vimos. Ou, quando vimos, acabou. E foi uma das poucas vezes em que, falsa modéstia dispensada, descemos do palco de alma lavada. Foi legal. Bem, só posso falar por mim, mas senti da Juli exatamente a mesma sensação - no caso dela isso é normal, é cantora de banda, e tal.

É plenamente compreensível que uma galera que me conheça de autódromos, de posts, press-releases, tweets, locuções, narrações e coberturas, reagisse com estranheza ao me ver e ouvir atrás de um violão. Uma estranheza legal, tipo "caraca, ó o cara". Acho que escutei essa frase, aliás.

E, quando acabou, começou de novo, melhor ainda, com o Everton & Alex no palco, rapaziada que a gente admira e aplaude pelos méritos deles. Eles nos emprestaram a banda deles, o conhecimento de causa e a paciência para que a festa fosse preparada.E o show deles, ótimo como sempre, deu-nos o ambiente perfeito pra gente fazer o que já estava fazendo antes de parar de cantar: farra com os amigos.

Concorremos, naquela noite, com João Carreiro & Capataz, e é uma concorrência de respeito. A dupla estava fazendo show em outra casa daqui, o Mr. John Music Bar, onde já tocamos e cantamos pelo menos uma dezena de vezes, e umas 2,5 mil pessoas estiveram lá. Eu, se não tivesse combinado uma cantoria com os amigos, também teria ido, claro. Fosse uma concorrência mais viável, nosso público teria sido ainda maior. Mas duvido que tivesse sido melhor. Uma noite irretocável - os que têm conta no Facebook podem ver alguns dos momentos nesse álbum de fotos aqui, já que por imperdoável pecado não pedi pra ninguém gravar.

Ah, claro, e que vamos repetir. Esse negócio de puxar umas modas é igual corrida de carro. Você até fica um tempo sem, mas sempre dá um jeito de fazer de novo.

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Cobrinha dourada

CASCAVEL - E aí está o troféu Cascavel de Ouro, que os pilotos do Brasileiro de Gran Turismo vão disputar nas corridas de amanhã e domingo.

É a 27ª edição da prova. Dos que vão disputá-la, só o Constantino Júnior aparece na galeria de campeões.

O game da Truck

CASCAVEL - Quem gosta de games e da Fórmula Truck vai se amarrar na novidade. A Reiza Studios já finalizou o jogo oficial da categoria, que vai ser disponibilizado logo, logo. O jogo simula a temporada de 2012, com todos os caminhões e pistas do calendário.

Eu, longe da condição de especialista no assunto, experimentei o jogo num simulador nos boxes da etapa de Guaporé, mês passado. No jogo, fiz uma corrida na pista de Cascavel, a que conheço melhor. O realismo dos gráficos e do áudio impressiona.

Com vários níveis de dificuldade, os jogadores terão opções para acerto de transmissão, suspensão, freios, pneus e aerodinâmica dos caminhões, num sistema desenvolvido com base nos dados de telemetria das equipes da Truck. Há opção para treino, corrida ou um campeonato todo.

Aqui, um tíser disponibilizado pelo Renato Simioni, da Reiza. Vale ver.

Pensei em manter, nesse post, a saga de aportuguesar termos em inglês. Teria citado “gueime”, em vez de game. Ficou para a próxima. Até porque o Mauricio de Sousa escreve videogueime desde sempre em seus quadrinhos, seria um plágio descarado.

ATUALIZANDO EM 30 DE NOVEMBRO, ÀS 12h49: Faltou informar que o jogo foi desenvolvido na plataforma PC, para Windows.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

TRC na pista

CASCAVEL - O 29 de novembro vai ser histórico para a turma do Touring Racing Club. Lançada semanas atrás, a nova categoria terá seu carro na pista pela primeira vez nesta quinta-feira.

Caberá ao Marçal Melo, um dos líderes da iniciativa que levou à criação do TRC, a missão de pilotar o Subaru WRX, modelo-base da competição, na pista do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo.

“O teste vai servir para acertar o mapa do motor e testar componentes”, resumiu Marçal, que mal consegue esperar o sol raiar. “Estou ansioso demais. Só a gente sabe tudo que foi feito e vivido para chegar esse dia”, comentou.

Por “a gente”, leia-se o time da foto aí acima, feita no dia da apresentação do Touring Racing Club – Joãozinho Gonçalves, Marçal, Paulo Gomes, Fábio Vianna, Leandro Braghin e Luiz Arruda, os caras que estão à frente do projeto todo.

Num momento em que tantas competições de automobilismo vão minguando ou mesmo sendo extintas, é um alento ver o projeto TRC, que tem muitos itens inovadores, transferido da escrivaninha para a pista.

Senna/84

CASCAVEL - Não chega a ser novidade, mas é bacana, principalmente por mostrar um dos argumentos mais utilizados tantos pelos que santificam os dotes de Senna como piloto quanto pelos que o quase demonizam.

O narrador virtual Guto Colvara foi quem indicou o link, que tem a íntegra do GP de Mônaco de 1984.

E pra você, por certo um profundo entendedor do assunto? Senna atropelaria Prost ou seria engolido por Bellof?

Crash!

CASCAVEL - A transmissão da tevê não mostrou, mas o torcedor na arquibancada registrou e pôs na rede. Aí está o acidente de Pastor Maldonado no GP do Brasil.

Deveras ovacionado, o piloto. A indicação veio do Ivan Capelli, o nosso, lá no Twitter.

O bi de Baptista na Globo

CASCAVEL - Na correria do fim de semana em Interlagos, acabei não falando nada do segundo título de Ricardo Baptista no Porsche GT3 Cup Brasil. Campeão em 2007, ele foi segundo colocado na 15ª etapa, no último domingo, o suficiente para levar a segunda taça mesmo com a vitória do Clemente Lunardi, que já é vice-campeão.

A corrida que definiu campeão e vice foi preliminar do GP do Brasil de Fórmula 1, como tem acontecido desde 2005 com a categoria. A Rede Globo mostrou, ainda no domingo, um repeteco dos principais momentos da corrida, dá para revê-lo acessando esse link aqui.

A próxima etapa do Porsche GT3 Cup, com rodada dupla, vai acontecer nos dias 8 e 9 de dezembro, lá mesmo em Interlagos, num fim de semana em que a categoria terá a companhia da Stock Car e sua Corrida do Milhão. Estaremos lá, claro.

Na íntegra: Mercedes-Benz Grand Challenge, 12/16

CASCAVEL - As equipes do Mercedes-Benz Grand Challenge já estão se instalando aqui no autódromo de Cascavel, motivo a mais para o blog não ficar devendo nenhuma corrida da categoria.

Essa é a 12ª do ano, a que fechou a rodada dupla de Campo Grande há exatos dez dias. Eu narro, Cadu Tupy comenta - vamos repetir a dobradinha sábado e domingo, aqui em Cascavel.

ASSISTA TAMBÉM:

Mercedes-Benz Grand Challenge: primeira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: segunda etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: terceira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quarta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quinta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sexta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sétima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: oitava etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: nona etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima-primeira etapa

Na íntegra: Mercedes-Benz Grand Challenge, 11/16

CAMPO GRANDE - Corridinha bem animada, essa que abriu a sexta rodada dupla do Mercedes-Benz Grand Challenge, semana retrasada em Campo Grande. Está aí, tal qual a transmitimos ao vivo pelo site do Portal GT. Eu narro, com comentário do Cadu Tupy, que está tomando gosto pela coisa.

ASSISTA TAMBÉM:

Mercedes-Benz Grand Challenge: primeira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: segunda etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: terceira etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quarta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: quinta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sexta etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: sétima etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: oitava etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: nona etapa

Mercedes-Benz Grand Challenge: décima etapa

Os horários do GT, versão final

CASCAVEL - Dia desses publiquei aqui no blog os horários das corridas da etapa do Brasileiro de GT no autódromo de Cascavel, neste fim de semana. Houve algumas mudanças, atribuídas à necessidade de adaptação aos horários da Rede TV!, que transmitirá as provas do domingo ao vivo.

A programação de sábado não muda em relação à versão da semana passada. Mercedes-Benz Grand Challenge largando às 13h53, Brasileiro de GT começando às 15h43. As mudanças ficam por conta do domingo. A corrida do Grand Challenge vai começar às 10h48, com duração de 30 minutos e com transmissão pela Rede TV! em VT completo a partir das 14h30. A do GT terá largada às 12h01, ao vivo na Rede TV! - narro as duas. A prova do GT também será mostrada em VT pelo SporTV 3, às dez da noite.

As quatro corridas, duas de sábado e duas de domingo, serão mostradas ao vivo no site do evento.

A programação em Cascavel terá, também, a sétima etapa do Elf Superbike, com largada às 13h38 do domingo. Esta, ao vivo no site do Superbike Series, o Osires Júnior é quem narra.

ATUALIZANDO EM 28 DE NOVEMBRO, ÀS 16h29:

Mudei um pouquinho o texto do posto agora, por conta da confirmação de que a transmissão do Mercedes-Benz Grand Challenge pela Rede TV!, no domingo, será em VT completo.

Sertanejão na veia

CASCAVEL - Legal o trocadilho embutido na letra do "Sou solteiro", letra do Alex que ele e o irmão gravaram, ou estão gravando. O Nei Tessari, que não é do ramo, não terá entendido.

Uma versão pra começo de conversa já foi gravada aqui mesmo, pelas bandas de Cascavel, provando que Everton & Alex também aderiram à onda do arrocha.

Everton & Alex são os caras que vão fazer o show principal da GT Party. Faltam só três dias, inclusive.

sábado, 24 de novembro de 2012

Na íntegra: Brasileiro de GT, 12/16

SÃO PAULO - Transmissão bem mais redondinha, a de domingo, que complementou a sexta rodada dupla do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo. Foi ao vivo pela Rede TV!, em mais uma dobradinha com o Wilsinho Fittipaldi.

Na semana que vem, essa festa toda vai ser lá no quintal de casa, em Cascavel, um dia depois da GT Party, que terá sido o acontecimento mais marcante do meio automobilístico desde Siegfried Markus.

ASSISTA TAMBÉM:
Brasileiro de GT, primeira etapa

Brasileiro de GT, segunda etapa

Brasileiro de GT, terceira etapa

Brasileiro de GT, quarta etapa

Brasileiro de GT, quinta etapa

Brasileiro de GT, sexta etapa

Brasileiro de GT, sétima etapa

Brasileiro de GT, oitava etapa

Brasileiro de GT, nona etapa

Brasileiro de GT, décima etapa

Brasileiro de GT, décima-primeira etapa

Na íntegra: Brasileiro de GT, 11/16

SÃO PAULO - Como o último fim de semana foi de etapa movimentada no Brasileiro de GT, cabe pagar aqui, na íntegra, a corrida que abriu a sexta rodada dupla do campeonato no Autódromo Internacional de Campo Grande.

Foi a primeira que narrei tendo Wilson Fittipaldi Júnior, convidado especial, como comentarista. Foi transmitida ao vivo pelo site da categoria. Em instantes, compartilho por aqui a corrida do domingo.

ASSISTA TAMBÉM:
Brasileiro de GT, primeira etapa

Brasileiro de GT, segunda etapa

Brasileiro de GT, terceira etapa

Brasileiro de GT, quarta etapa

Brasileiro de GT, quinta etapa

Brasileiro de GT, sexta etapa

Brasileiro de GT, sétima etapa

Brasileiro de GT, oitava etapa

Brasileiro de GT, nona etapa

Brasileiro de GT, décima etapa

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Uma ideia, só...

SÃO PAULO - Toda vez que venho a Interlagos para o evento do Porsche GT3 Brasil preliminar do GP de Fórmula 1 acabo falando da pista antiga. Não reclamem. É pelo traçado antigo que passo para chegar ao nosso QG, é o traçado antigo que me põe a pensar nalgumas coisas.

Hoje, olhando com o encanto de sempre a inclinação da antiga curva Três, lamentei comigo mesmo a inviabilidade da ideia de alguns abnegados, de reativar o traçado de quase oito quilômetros. Dentre outros fatores, porque uma das curvas, o Sargento, não existe mais.

O anel externo, contudo, continua lá, praticamente intacto. E, se não oferece mais condições ao automobilismo, me pareceu bastante acolhedor para as competições de ciclismo. Todo ano os melhores ciclistas do Brasil e do lado de cá do mundo apinham-se pelas curvas de Interlagos para a Copa América. É uma competição de 15 ou 16 voltas pelo autódromo, prova que meu bróder cascavelense Nilceu Santos ganhou um monte de vezes, dando sua contribuição para que Cascavel domine o mundo o mais rapidamente possível.

Parece-me que já houve provas ciclísticas em Interlagos no sentido inverso da pista, inclusive, o que imagino ter poupado bastante as reservas físicas dos atletas no trecho entre a linha de chegada e a Junção, embora os tenha submetido a esforços sobrenaturais no S do Senna.

Por que não colocar essa turma pra correr no anel externo? Curvas Um, Dois, Três, subida do Café...

Seria interessantíssimo. Até, e talvez principalmente, para os automobilistas mais saudosistas.

Autódromo de Curvelo

SÃO PAULO - Esse é o convite que recebi do colega Flávio Bergmann para o lançamento do projeto do Autódromo Internacional de Curvelo, cidade mineira distante uns 160 km da capital Belô. O convite é legal, é só clicar nele que a imagem amplia. Legal, sobretudo, por ter uma foto atribuída à primeira corrida de carros da história das Américas, corrida de quase 120 anos atrás, disputada no dia dia reservado ao evento da semana que vem, 28 de novembro, que será também aniversário da minha cunhada.

O convite explicita que o Brasil tem mais de 20 mil pilotos federados, entre carros e motos, e conta com apenas 17 autódromos. Consegui contar 16, Brasília, Campo Grande, Caruaru, Cascavel, Curitiba, Fazenda Capuava, Fortaleza, Goiânia, Guaporé, Interlagos, Londrina, Mega Space, Santa Cruz do Sul, Tarumã, Velo Città e Velopark, talvez a conta do pessoal de Curvelo contemple o finado Jacarepaguá.

A promessa, enfim, é de um autódromo suficientemente bom para receber as principais competições mundiais de autos e motocas. Que saia do papel, o projeto, e que o autódromo curvelense (é curvelense que se diz?) tenha longa vida.

Quanto ao lançamento de quarta-feira, lamento não poder ir. Sobretudo pelo cardápio mineiro prometido para o almoço. Vou sugerir comida mineira à cunhada para o jantar do aniversário.

ATUALIZANDO EM 23 DE NOVEMBRO, ÀS 22h26:

O 17º autódromo que faltou na lista da minha já falível memória foi o ECPA, em Piracicaba.

Serviço 24 horas

SÃO PAULO - Meu costume de levar as coisas na base do bom-humor pode induzir alguém a achar que se trata de brincadeira, mas não é. Merece um registro, talvez.

Eram 18h40, eu estava finalizando o post sobre o estado calamitoso vivido pela Spyder Race no automobilismo quando um entregador acionou a buzina da moto ali no portão. Fui ver do que se tratava. Tinha nas mãos um pacote e procurava por mim. "É do Holly's", exclamou, com o orgulho típico de um funcionário que veste a camisa da empresa para a qual trabalha.

O tal embrulho continha o lanche que pedi ontem à noite, pela internet. Depois de uma rápida busca por um delivery no Google, caí no site da Mondo Pizza, onde preenchi um rápido cadastro e fui redirecionado ao cardápio da lancheria Holly's. Escolhi algo que me pareceu bom, não lembro agora. Meu pedido, feito pela internet, foi concluído às 23h01. A previsão manifestada para entrega era de 40 minutos.

Fui dormir quase à uma da manhã, sem comer - o que não chega a ser exatamente um mau negócio, dado meu ganho de peso exagerado nos últimos meses. Mas a única coisa que me deixa mais mal-humorado que a fome é o sono. Fui dormir azedo, azedo acordei. Logo passou. E fui obrigado a rir quando o rapaz do Holly's, bastante solícito, chamou ao portão para entregar o pedido do senhor Luciano. Como observou alguém no Twitter, é uma nova modalidade de serviço 24 horas, critério que atestaria a eficiência do serviço do Holly's, que levou apenas 18 horas e 39 minutos para me atender. O rapaz levou o lanche de volta, claro.

Comentando o episódio todo aqui com o Pedro Rodrigo, que é o meu anfitrião - na semana que vem vamos inverter os papéis -, ele lembrou que foi no Holly's, eu não havia feito tal associação, que passei raiva tempos atrás, quando lá chegamos, um grupo de três, e pedimos três lanches. Fui o primeiro a fazer o pedido, vi meus dois amigos comendo até lamberem os beiços e de lá saí de estômago vazio. Meu lanche não saiu.

Acho que o problema é comigo.

E a Spyder Race, como fica?

SÃO PAULO - Quando comecei a desenhar a GT Party, sabia que teria de viabilizar alguns carros de corrida para expô-los em frente ao Ministterio Club no dia da festa - será sexta-feira que vem. O primeiro com quem falei, durante um café da manhã em Curitiba, na etapa do mês passado do Porsche GT3 Cup, foi o Henrique Assunção, que corre de Porsche e também na Spyder Race. De pronto, ele disponibilizou seu protótipo Spyder número 75, era só combinar como tirá-lo do autódromo e devolvê-lo lá.

Mas o carro não estará no local da festa. Nem a categoria estará na cidade do evento. A Spyder Race, por ora, acabou. A categoria, que compôs os cinco primeiros eventos do Brasileiro de Gran Turismo em 2012, já não esteve em Campo Grande, no último fim de semana, embora seu site ainda indique o evento de 17 e 18 de novembro na capital de Mato Grosso do Sul como próxima etapa. O reloginho do counter com a contagem regressiva para o próximo evento está zerado.

Agora há pouco, o Raijan Mascarello, que disputa o Brasileiro de GT na categoria GT Premium e também é vice-líder da Spyder Race, jogou a toalha. Em uma postagem de seu perfil no Facebook, afirmou que "não teremos mais corridas em 2013" e lamentou o fato do campeonato acabar "sem completarmos as provas necessárias para válidar (o campeonato) junto à CBA".

Alguém aventou comigo há dias, honestamente não lembro quem foi, a possibilidade da Spyder Race completar seu campeonato com rodada dupla no fim de semana anterior ao Natal, dias 22 e 23 de dezembro, com rodada dupla integrando a programação da etapa final do Paulista de Automobilismo em Interlagos. As indefinições quanto ao presente e ao futuro da categoria concomitam (putz!) com o processo de adoção de novas carenagens, que confeririam visual mais atrativo aos protótipos, e com a negociação de um novo pacote para fornecimento de motores visando à próxima temporada. Ninguém confirma se haverá próxima temporada. Ninguém sabe se a atual chega ao fim. Justamente no ano em que a categoria ensaiou até uma entrada na televisão, casualmente narrada por mim, como mostra o vídeo a seguir.

Convertida em Campeonato Brasileiro em 2010, primeira temporada completa da atual gestão da CBA - foi o ano em que o Porsche GT3 Brasil, já consolidado como evento, também ganhou o selo oficial de competição nacional -, a Spyder tem liderança do paulista Fernando Fortes, que está um ponto à frente de Mascarello, o placar é de 117 a 116. Há também a classe Light, que tem o paranaense Jansen Bueno, filho de Diumar Bueno, como primeiro colocado, 20 pontos à frente de Jefferson Leandrini.

A Top Series acabou antes de completar sua primeira temporada, a CBA chamou para si a missão de fechar o campeonato e, como paliativo (o termo está na moda), incluiu duas corridas já agendadas por promotores estaduais, uma no Rio Grande do Sul, que já aconteceu - até agora não sei onde foi, nem quando, nem quem ganhou -, outra na semana que vem, a anual e já consolidada 500 Milhas de Londrina. O Brasileiro de Rali, como informou o Américo Teixeira Júnior em seu Diário Motorsport, também acabou antes de terminar, se é que me entendem.

A coisa não está fácil.

GT Party!

SÃO PAULO - Só pra lembrar: falta uma semana para a GT Party no Ministterio da Música, em Cascavel. Shows com Luc & Juli e Everton & Alex e mais o set "Discow Funk" do DJ Rodrigo S.

O primeiro lote de ingressos, com preço mais barato, está disponível no Muffatão da Neva e no Rotativo's Bar, em frente à Câmara Municipal.

Frio na barriga

SÃO PAULO - Ano passado, depois de perder um voo por questão de minutos, eu tratava lá em Cascavel de chegar a Curitiba para minhas atribuições no Brasileiro de GT, então Itaipava GT Brasil, quando o telefone tocou. Era alguém da chefia. “Você narra a corrida de domingo pela Band, ok?”. Ok, ué. “Sem problemas? Encara numa boa?”. Ora, claro que sim. Qual seria o problema?

É compreensível que a figura dócil que me disparou um telefonema de dentro do autódromo sem nem ter notado que eu não estava lá (vê-se que não faço muita falta...) esperasse um frio na minha barriga. Narrar corridas na televisão não me era exatamente uma novidade, em que pese meu ainda curto tempo no ramo. Já tinha feito algumas vezes, a primeira delas em 2006, uma etapa do Regional de Marcas ao vivo pela CATVE. Mas era, no caso dessa do ano passado, uma experiência inédita, numa tevê aberta de alcance nacional, por cujos microfones desfilam vários dos papas do assunto, Luciano, Téo, Nivaldo, muitos craques. Mas foi natural.

Não teve frio nem calafrio. Rolou natural, a transmissão, como rolariam outras tantas até o fim da temporada, sempre pela Band, na dobradinha com o despachado Tiago Mendonça (que, já disse isso a ele, tem tudo pra ser o próximo Reginaldo Leme nas transmissões de corridas). Teve uma corrida, não lembro qual, em que nós dois nos esbaldamos comendo pão-de-queijo em plena transmissão, não tinha muita crise, não. E houve também as transmissões ao vivo lá de Portugal, pelo finado Speed, e as deste ano pela Rede TV!, sem maiores pré-chiliques. Até a semana passada, quando recebi o briefing da transmissão do Brasileiro de GT em Campo Grande. O convidado especial para o comentário seria, foi, o Wilson Fittipaldi Júnior.

Nada contra o Wilsinho, claro, bem pelo contrário. É que trabalhar ao lado de um cara que representa um rótulo tão dourado quanto ele trouxe o frio na barriga que esperavam de mim um ano e meio atrás. Basta dizer que esse foi o sujeito que inspirou o irmão mais novo a arriscar umas primeiras aceleradas, lá nos idos. E o caçula, Emerson, ganhou o mundo, e a ele atribuem tudo que o automobilismo do Brasil ganhou de bom, e foi bastante coisa. Credite-se tudo isso ao Wilson, já ouvi o Emerson dizer, aqui mesmo em Interlagos, que sua motivação para o automobilismo foi o Wilson, a quem define seu ídolo. São 54 anos de mão na graxa, de dedicação ao automobilismo. Eu talvez não viva tudo isso, e o Wilson tem esse tempo todo pulando de pista em pista pelo mundo, sempre com histórias cativantes a contar. Junte-se tudo isso, tempere-se a gosto e ter-se-á o tamanho da minha responsabilidade para tocar uma transmissão ao lado do cara. Foi um bom batismo.

Num rápido exercício de memória, já narrei corridas tendo como comentaristas André Duek, Andrei Spinassé, Ângelo Giombelli, Cadu Tupy, César Barros, Diogo Pachenki, Eduardo Homem de Mello, Flávio Poersch, Ingmar Biberg, Lico Kaesemodel, Luiz Alberto Pandini, Max Wilson, Nonô Figueiredo, Raul Boesel, Rodrigo Hanashiro, Rodrigo Mattar (esse apareceu do nada, foi colocado no meu bate-papo com o Duek e a transmissão pela internet rolou num clima bem legal) e Tiago Mendonça. E, agora, Wilson Fittipaldi Júnior, com quem devo dobrar as corridas da próxima semana em Cascavel, também. Deve ter faltado alguém na lista, sempre falta.

Tenho estado bem acompanhado nas corridas, vê-se.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Instantâneos

SÃO PAULO - O parceiro Vandré Dubiela, conhecido há duas décadas lá na redação d'O Paraná por ser recordista sul-americano na devoração de cheese-saladas com Coca-Cola, é um dos três finalistas do Prêmio Amop de Jornalismo deste ano na competição entre retratistas. Por ser da casa, já leva a minha torcida. E merece o bi, já que foi campeão em 2008, também fotografando alguma coisa do meio rural que lhe é tão peculiar.

Bom de foto, o Vandré inscreveu a chapa aí de cima, devidamente ambientada no agronegócio, que é o tema do Prêmio Amop neste ano. "Fábrica do Agricultor - semeando o futuro" é o título da obra. Colegas de um jornal de Marechal Cândido Rondon e de outro de Toledo disputam com ele a bufunfa oferecida anualmente pela Amop.

Os vencedores das várias categorias da peleia entre jornalistas serão conhecidos amanhã à noite, na mesma solenidade em que o piloto Pedro Muffato receberá o título de Cidadão Honorário do Oeste do Paraná. O Vandré, se ganhar, já sabe o que fazer com a grana do prêmio: comprar uma passagem pra Itália pra tirar outra foto com o Alex Zanardi, já que fez o favor de perder a de quatro anos atrás.

Você no grid do GT

SÃO PAULO - Sim, o Campeonato Brasileiro de Gran Turismo chega a Cascavel colocando mais dois nomes na pista.

No caso, dois torcedores. O par de credenciais Grid Walk, que vale um concorrido passeio por entre os supercarros momentos antes da largada, está reservado a quem se sair melhor no concurso cultural promovido na página da categoria no Facebook.

É só acessar o link aí do parágrafo anterior, mandar uma boa resposta e torcer. O nome do vencedor sai na segunda-feira.

O Brasil no Paraná

SÃO PAULO - Quando o Marcello Sant’Anna anunciou o fim do projeto da Top Series, algumas semanas atrás, passaram-se dois dias até que a Confederação Brasileira de Automobilismo chamasse para si a tarefa de promover as duas corridas que ainda faltavam para o calendário atingir seu número previsto de etapas.

Parece até que houve uma corrida no Rio Grande do Sul dias atrás, sobre ela nada li ou ouvi, mas alguém comentou hoje cedo que aconteceu, uma etapa do Gaúcho de Endurance validada pelo campeonato nacional, algo assim. Na mesma discussão de hoje, fiquei sabendo que as 500 Milhas de Londrina, semana que vem, vão contar como etapa final da Top Series. Foi a fórmula que se encontrou, encaixar no calendário duas corridas que abnegados no Rio Grande amado e no Paraná fariam de qualquer modo. Não é o ideal, mas como não fiz nada melhor que isso, tenho de reconhecer que está valendo.

Enfim, não era disso que eu queria falar. Como as 500 Milhas de Londrina vão valer pela Top Series, todos os autódromos do Paraná terão competições nacionais no primeiro fim de semana de dezembro. Segundo o #DataLuc, isso é mais inédito que aquela cascata de um mês com cinco sábados, cinco domingos e cinco segundas-feiras, que as correntes juram só se repetir daqui a oitocentos e tantos anos, mas que em abril ou maio vai acontecer de novo.

Se Londrina terá a 21ª edição de suas 500 Milhas no dia 1º, Curitiba receberá no dia 2 a etapa final da Copa Petrobras de Marcas, dividindo programação com o Brasileiro de Marcas & Pilotos 1.6, que terá na pista os carros de turismo dos campeonatos estaduais. Imagino que haverá muitos participantes do Paraná, alguns de Santa Catarina e do Rio Grande amado, uns gatos pingados de São Paulo. E, em Cascavel, haverá a inédita etapa do Brasileiro de GT, valendo o troféu Cascavel de Ouro.

Não consegui definir para comigo mesmo, até agora, se ter três competições nacionais no Paraná em um mesmo fim de semana é positivo ou não. Se bem conheço o Rubens Gatti, ele dirá que é.

Na íntegra: Sprint Race, 15/18 e 16/18

SÃO PAULO - A oitava e penúltima etapa da Sprint Race, disputada em Curitiba no início do mês, teve suas duas corridas exibidas ontem à noite, pelo Bandsports. Aí abaixo, na edição do Marcos Rossini e do Jorge Gomes, o programa da categoria, tal qual foi mostrado aos telespectadores do canal de todos os esportes.

A última etapa da Sprint, aqui em Interlagos, está confirmada para 22 de dezembro, na programação do Campeonato Paulista de Automobilismo.

A Cascavel de Ouro está de volta

SÃO PAULO - Depois de sete anos, a Cascavel de Ouro está de volta ao calendário do automobilismo nacional. Cercada de lendas e dona de uma história que enaltece a existência de heróis, história que deve ser contada pelos próprios heróis, a corrida foi confirmada hoje pela SRO Latin America, diante do sinal positivo do prefeito cascavelense Edgar Bueno.

Na verdade, a etapa cascavelense do Brasileiro de Gran Turismo, semana que vem, vai valer a Cascavel de Ouro. Que será anunciada por alguém como 23ª edição, embora na verdade seja a 27ª, uma situação que já expliquei tempos atrás aqui no blog.

Todo esse trabalho de resgate da história da corrida foi encabeçado alguns anos atrás pelo ex-piloto Jaci Pian, hoje envolvido diretamente com a administração do autódromo cascavelense. Foi uma pesquisa que resgatou a real história da corrida e que fez justiça, por exemplo, com Pedro Muffato, até então tido como bicampeão e que havia conquistado o troféu três vezes.

O troféu, esse é um dos grandes baratos da Cascavel de Ouro. Como o nome já sugere, a peça traz uma serpente confeccionada com ouro. Nelson Piquet ganhou o seu, em 1976, e voltou à cidade para recebê-lo 16 anos depois - pela tradição do automobilismo dos anos 70, era o chefe de equipe quem levava o troféu para a estante de casa.

A foto deste post não foi escolhida por acaso. Fui buscar uma que destacasse o carro de Valdeno Brito e Constantino Júnior, o Z4 número 1 do BMW Team Brasil. Afinal, dos pilotos que estarão na disputa da semana que vem, o único que já participou de uma Cascavel de Ouro foi o Constantino, em 1992, na presença do conterrâneo Piquet. Ele venceu, com um March de Fórmula 3 (vá lá que nenhum dos dois seja brasiliense; por nascimento, Constantino é mineiro e Nelson, carioca, mas os dois foram tratar de suas vidas em Brasília).

Ainda não sei qual será o formato da Cascavel de Ouro de 2012. Mero palpite, como o Brasileiro de GT tem duas corridas por etapa, acho que haverá soma de pontos das duas, e havendo empate algum critério como melhor posição de grid ou de chegada na prova do domingo aponta a dupla vencedora. Um comunicado preciso a respeito partirá ainda hoje da assessoria de imprensa do campeonato.

Cá de Interlagos, reagi com um sorriso, não há problema em admitir, quando recebi a notícia por telefone. Um GP de Fórmula 1 não é nada perto de uma Cascavel de Ouro.