sexta-feira, 27 de abril de 2012

Bandeira verde para a Top Series

CURITIBA - E já que falei sobre Top Series no post aí de baixo, cabe o registro de que a categoria vai abrir sua primeira temporada amanhã, na pista de rua do Anhembi, prova preliminar da etapa brasileira da Indy.

As fotos deste post vieram da assessoria de imprensa da Top Series e foram produzidas hoje, nas garagens montadas lá num dos galpões do Anhembi. Acima, os Mercedes-Benz SLS das duplas Vanuê Faria/Renan Guerra e Cleber Faria/Duda Rosa, da equipe CRT. Esses dois carros estiveram semana passada no grid do Brasileiro de GT em Santa Cruz do Sul. Cleber e Duda, inclusive, venceram a corrida de domingo. Lá abaixo, os dois Corvette Z06R, de Pedro Queirolo/Rodrigo Barbosa e Fernando Croce/Fernando Gomes Croce/Daniel Croce.

A categoria nasce sob o propósito de resgatar as corridas de longa duração, que tanta tradição acumularam durante décadas no automobilismo brasileiro, e que viraram lembrança por conta dos inúmeros fatores, vários deles de cunho político, que inviabilizaram nos últimos anos as tentativas de se levar adiante um Campeonato Brasileiro de Endurance. O último, salvo improvável engano, foi o que o Toninho de Souza promoveu em 2007. Agora é a Auto+, capitaneada pelo Marcello Sant'Anna e pelo Pedro Queirolo, que assume o desafio de fazer o Endurance ascender de vaga lembrança a forte realidade. Que tenham sucesso, os dois e todos que os apoiam, na nova iniciativa. Hão de ter.

Aí abaixo, a lista de duplas ou trios participantes da etapa do Anhembi, que vai começar às 15h30 de amanhã. A corrida, extra-campeonato, vai ter transmissão ao vivo pela Rede Bandeirantes, na íntegra. O Tatá Muniz é quem narra, com o Tiago Mendonça no comentário.

Top 1
5 - Dimas de Melo Pimenta/Rodrigo Pimenta (Protótipo Dimep)
8 - Carlos Amorim/Antonio De Luca (Protótipo MRX Metal Moro)
9 - Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Lamborghini Gallardo LP600+)
13 - Pedro Queirolo/Rodrigo Barbosa (Corvette Z06R)
19 - Chico Longo/Daniel Serra (Ferrari F458)
22 - Paulo Bonifácio/Sérgio Jimenez (Mercedes-Benz SLS AMG)
30 - Cleber Faria/Duda Rosa (Mercedes-Benz SLS AMG)
61 - Fernando Croce/Fernando Gomes Croce/Daniel Croce (Corvette Z06R)
75 - Henrique Assunção/Ronaldo Kastropil (Lamborghini Gallardo LP600)
105 - Vanuê Faria/Renan Guerra (Mercedes-Benz SLS AMG)
911 - Marcel Visconde/Nonô Figueiredo/Ricardo Maurício (Porsche 911 RSR)

Top 2
3 - Eduardo Oliveira/Sérgio Laganá/Alan Hellmeister (Ferrari F430)
6 - Valter Pinheiro/Leonardo Burti (Lotus Evora)
7 - José Cardoso/Eduardo Furlanetto (Spyder)
10 - Demétrio Mendes/Valter Patrocínio (Maserati)
18 - Carlos Burza/Cristina Rosito (Spyder)
21 - Valter Rossete/Fábio Greco (Ferrari F430)
28 - Marcos Ramos/Mario Marques/Marcelo Losasso (Ferrari F430)
31 - Marcello Sant’Anna/Christian Pons (Ferrari F430)
54 - Rodrigo Gonçalves/Fabrício Cola (Spyder)
64 - Henry Visconde/Ricardo Landi (BMW M3)
66 - William Freire/Leonardo Jafet (Spyder)
71 - Robson Kolling/Marco Garcia (Spyder)
82 - Marçal Melo/João Gonçalves (Ginetta G50)
996 - Marcel Visconde/Nonô Figueiredo/Ricardo Maurício (Porsche 996)

Jeans na pista

CURITIBA - Legal a sacada do Boni e do meu sócio Sérgio Jimenez, de mandarem pintar - ou envelopar, como se diz por aí - o carro como uma calça jeans. Esse é o visual do Mercedes-Benz SLS AMG que a dupla vai pilotar amanhã na primeira etapa da Top Series, categoria que nasce com a proposta de resgatar as boas competições de longa duração do automobilismo brasileiro.

É o que destaca o press-release do parceiro Rafael Durante, citando a ação promocional de Boni, logicamente motivada pelo patrocínio dos jeans Pool que a dupla leva para as pistas da Top Series. Tomara que o efeito fique legal no vídeo, já que as corridas terão transmissão da Rede Bandeirantes.

A ideia não chega a ser exatamente uma novidade. No fim da década de 70, o mago Sid Mosca pintou um Fiat 147 com esses mesmos efeitos. Era um carro de rua, mesmo, promoção da marca de calças Gledson. Claro que não lembro disso, muito menos sabia da história. Quem me relata a situação é o enciclopédico Luiz Alberto Pandini, meu companheiro de quarto no hotel aqui em Curitiba.

Sempre li Gledson em fotos antigas de corridas e nunca imaginei que fosse uma marca de calças. Nunca formei uma opinião absurda a respeito.

Se o assunto mesclar os bons tempos e calças jeans, o que me vem na cabeça é a US Top. Lembram?

Na íntegra: Brasileiro de GT, 1/16

PINHAIS - Está aí, enfim, na íntegra em oito partes, o que arrisco definir como melhor e mais maluca corridas de carros de todos os tempos dos últimos anos da última semana.

É a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, disputada semana passada, no sábado, lá em Santa Cruz do Sul de tudo. Aquele tipo de corrida em que dá para dizer que aconteceu de tudo - e é muito provável que eu tenha dito isso na narração da corrida para todos os sites que a transmitiram ao vivo.

A segunda corrida da rodada dupla de Santa Cruz do Sul já estava postada aqui desde ontem. Agora você vê, ou revê, a primeira de todas, como sempre com o comentário de André Duek e a reportagem de Kaká Ambrósio.















quinta-feira, 26 de abril de 2012

Sondermann: fim do luto

CASCAVEL - A cerimônia de inauguração do túmulo, marcada para as 12h30 deste domingo no Cemitério Israelita do Butantã, vai marcar, como costume da religião judaica, o fim do período de luto da família de Gustavo Sondermann.

O ato será aberto vai reunir familiares e amigos do piloto, que morreu há pouco mais de um ano em um acidente na Copa Montana em Interlagos.

O convite que recebo por e-mail frisa que "o Cemitério Israelita é um Campo Santo, devendo os homens manter a cabeça coberta em suas dependências, seja com chapéu, boné ou solidéu".

Parece que eu infelizmente estava certo no que escrevi quando Gustavo morreu.

Mundo sobre rodas

CASCAVEL - Ando precisando de óculos. Quando cheguei ao estacionamento ontem à noite – sim, tenho trabalhado até a noite, tenho de rever isso – pra retirar o carro e tomar o caminho de casa, minha primeira reação foi a de ter deparado com um exemplar clássico do Porsche 911. Foi só olhar mais um pouco e ver que não, não era um 911. Remetia, em segunda análise, ao bom e velho SP2, outra impressão errada.

Era, sim, um Karmann Ghia TC, cuja existência eu desconhecia e que só me foi delatada pela perfeita afixação dos impecáveis decalques metálicos, que devem ter um nome menos pobre que esse.











Um grande carrinho, sem dúvida, parte do acervo de alguém que valoriza o bom passado da indústria automobilística, a julgar pelos adesivos de encontros de carros antigos colados ao vidro lateral. Na mesma vaga onde repousava o TC costuma estar uma camioneta, termo que o português admite como versão para caminhonete, da década de 50, que só não fotografei por deixar o celular conectado a internet o dia todo, o que come uma bateria lascada e deixa a câmera do aparelho sem força pra nada ao fim de cada expediente.











Li na internet, instigado pela inusitada descoberta, que o TC foi o último Karmann Ghia fabricado pela Volkswagen, uma versão um tanto luxuosa que bateu de frente, no mercado, com o Puma GTE, o Corcel GT, o SP1 e o SP2. Durou de 1970 a 1975, a fabricação do TC, que abrangeu cerca de 18.000 unidades. Uma delas repousa intacta aos efeitos da idade no estacionamento aqui ao lado.

Na íntegra: Brasileiro de GT, 2/16

CASCAVEL - Já que São Pedro resolveu adiar minha viagem a Curitiba, volto ao escritório para mais alguns rascunhos, sejam laborais ou por mero entretenimento.

Gostei desse novo espaço, o "Na íntegra". Espero ter material o ano todo pra compartilhar aqui. Inaugurei-o ontem, com as duas provas que abriram a temporada do Mercedes-Benz Grand Challenge no último fim de semana em Santa Cruz do Sul - a primeira está aqui e a segunda, aqui. Aí, de quebra, fui lá no post da semana passada em que trouxe as corridas do Porsche GT3 Challenge Brasil no Algarve e renomeei seu título, ignorando por completo a ética dos blogueiros, se é que existe um código que a reja. Não se modifica algo já publicado, deve rezar algum parágrafo dos inexistentes mandamentos bloguísticos.

Enfim, aí está a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, que aconteceu domingo, também em Santa Cruz do Sul. Outro artigo dos mandamentos para blogs e tentativas afins deve condenar aos mármores quem enche uma tela com vídeos do YouTube. Eu, mesmo, fico puto quando abro o blog de alguém e lá só vejo janelas iutubísticas. Da próxima vez, acho, vou incorporar a janelinha (que nome se dá a isso, afinal?) da primeira parte e indicar as outras em links. Vamos ver.

Por ora vai assim, em seis partes, a corrida de domingo, que marcou a primeira vitória do Cléber Faria e do Duda Rosa, tal qual exibida pela Rede TV!, com minha narração, comentário do André Duek e reportagem do Kaká Ambrósio. A primeira corrida, de sábado, uma das melhores das melhores do mundo em lances inusitados e inesperados, vai pingar por aqui daqui a pouco. Assim que a postarem lá no Portal GT.











quarta-feira, 25 de abril de 2012

Tarumã no calendário

CASCAVEL - Não chega a ser lá a maior novidade da temporada, mas a organização do Audi DTCC transferiu para o Autódromo Internacional de Tarumã as provas da terceira etapa da temporada, no dia 19 de maio.

A etapa de Interlagos teve vitórias de Elias Júnior e Marçal Melo. Na de Brasília, ganharam Elias Júnior - líder do campeonato - e Felipe Gama.

Estarei em Tarumã, narrando as duas corridas para a Rede TV!. Não narro nada em Tarumã desde, acho, a locução de arena na segunda etapa da Pick-up Racing de 2004, que o João Campos ganhou 0s196 à frente do Marcel Wolfart. Estive lá pela última vez em 2007, numa etapa da Stock Car marcada pela falta de energia elétrica da sexta-feira.

Vai ser bom voltar a Viamão. Uma visitinha ao Barranco não está descartada, se a agenda permitir.

Na íntegra: Mercedes-Benz Grand Challenge, 2/16

CASCAVEL - E já que o assunto é o Mercedes-Benz Grand Challenge, vamos disponibilizar aqui, também, a íntegra da segunda etapa, a que complementou a rodada dupla do fim de semana em Santa Cruz do Sul, e que marcou a primeira vitória do piloto da cidade que acolheu as primeiras disputas do ano. Nessa, o comentário ficou a cargo do Mário Laffitte, permanecendo eu na narração e Kaká Ambrósio na reportagem.

As ótimas corridas que o público santacruzense acompanhou pelo Campeonato Brasileiro de Gran Turismo também vão pingar na íntegra aqui. Logo, logo. Estou gostando desse novo ritmo iutúbico, agora qualquer um pode assistir a uma corrida na hora em que bem entender. Devia ser uma ferramenta empregada por todas as categorias do Brasil. Eu, mesmo, já listo umas quatro ou cinco corridas de 2012 que não vi e gostaria de ver.

A primeira etapa, disputada no sábado, está no post aí de baixo. Eis, novamente em quatro partes, a corrida de domingo do Mercedes-Benz Grand Challenge:







Na íntegra: Mercedes-Benz Grand Challenge, 1/16

CASCAVEL - Depois de utilizar seu novo canal no YouTube para compartilhar alguns momentos de bastidores, o Campeonato Brasileiro de Gran Turismo disponibilizou instantes atrás a íntegra das duas primeiras etapas do Mercedes-Benz Grand Challenge, disputadas no último fim de semana no Autódromo Internacional Oswaldinho de Oliveira, em Santa Cruz do Sul.

A primeira etapa, dividida em quatro partes, está aí abaixo. Eu narro, com comentário do André Duek e reportagem do Kaká Ambrósio. É o repeteco da transmissão que tivemos ao vivo pelo site do Brasileiro de GT e também em vários outros sites parceiros.







Saçaki de volta

CASCAVEL - A desvantagem de passar mais tempo viajando que em casa, claro, é ficar desatualizado das coisas que acontecem por aqui. Só ontem, lendo o jornal da semana passada, soube que Eduardo Saçaki voltou às competições aqui no Oeste do Paraná.

O japa participou da segunda etapa da Copa Oeste de Motocross, dez dias atrás na cidade de Nova Aurora. Mais um dos eventos organizados pelo Marcão Zibetti, e já acompanhei vários deles. Saçaki disputou a categoria MX3 e conquistou um terceiro lugar, com vitória de Vagner Lachi, de Arapongas, e segundo lugar de Luiz Fernando, de Maringá.

Saçaki foi, é, um dos principais nomes do motocross e do supercross no Brasil. Cascavelense, foi símbolo de uma geração de pilotos, ao lado do paulista Jorge Negretti. O japonês voador - esse, sim, fez por merecer o apelido recorrente - sofreu um gravíssimo acidente durante um treino na pista da cidade gaúcha de Carlos Barbosa, em 2005. Chegou a ficar entre a vida e a morte.

Pouco mais de um ano depois, voltou a frequentar os bastidores do motociclismo. Fez algumas gestões na tentativa de voltar às competições competindo na Fórmula Truck e chegou a testar um caminhão da Mercedes-Benz no autódromo de Cascavel. Parece que sondou também o Metropolitano de Marcas & Pilotos em Curitiba. Não posso afirmar que a prova em Nova Aurora tenha representado sua volta às pistas, imagino até que já tivesse pilotado antes. Tentei ligar pra ele há pouco, caiu na caixa postal, nem deixei recado.

A nota trazida pelo Luiz Aparecido na coluna "Bandeirada" do jornal O Paraná informou que o evento em Nova Aurora totalizou 124 participantes nas oito categorias, com público acima das 4.000 pessoas. A terceira etapa, domingo agora, vai acontecer em Umuarama.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Papo e campeonato

PORTO ALEGRE - A logística de viagem de Santa Cruz do Sul a Cascavel é a mais complicadinha do calendário, motivo pelo qual tive de reservar a segunda-feira toda pra isso. Até a hora do embarque, hora de pôr informações, telefonemas, e-mails, material e o papo em dia.

Hora, também, de convocar os GTnautas a opinarem sobre o fim de semana do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, corridas de sábado e domingo. O que vocês gostaram? O que não gostaram? Qual foi o principal momento do fim de semana pra você, tenha acompanhado do autódromo, pela televisão ou pela internet? O que você tem a dizer e a não dizer sobre o evento?

Discorram o verbo aí na área de comentários. Arrisco abrir a série de pitacos. Um dos fatores que mereceram meu aplauso em Santa Cruz do Sul foi, no início da corrida de sábado do Brasileiro de GT, a ultrapassagem do garoto Renan Guerra, por fora e na pista molhada, sobre o estreante Cacá Bueno.

Se pá (sei que a expressão está devidamente aplicada, mas o que significa "se pá"?), vamos fazer uma twitcam durante a semana, hoje ou qualquer outro dia, pra falar do GT e do Mercedes-Benz Grand Challenge, que tal?

Enquanto isso, os GTnautas podem conferir, também, as fotos do fim de semana no Flickr no Brasileiro de GT. Preciso entender como funciona esse negócio e abrir uma conta lá, aliás.

domingo, 22 de abril de 2012

Mais das duas rodas

SANTA CRUZ DO SUL - Displicente que sou, só vi agora um comunicado que a organização do Moto 1000 GP mandou ainda na sexta-feira. Vá lá que recebi no endereço antigo de e-mail, que não abro todo dia, isso me isenta do desleixo. Fato é que a categoria comandada pelo Gilson Scud definiu o calendário de corridas para sua segunda temporada.

O campeonato do Moto 1000 GP terá oito etapas, distribuídas em seis fins de semana de eventos - o primeiro e o último terão rodadas duplas, ambas já batizadas como Grande Prêmio Petrobras. Estarão em disputa duas categorias, a GP 1000 e a GP Light, que no ano passado tiveram como campeões, respectivamente, Alan Douglas e Dudu Costa Neto.

A abertura da temporada está confirmada para dia 17 de junho, com rodada dupla em Interlagos. A única interrogação do calendário está na terceira etapa, no dia 22 de junho - Scud deve definir até quarta-feira se as provas acontecerão em Brasília ou no Rio de Janeiro. Curitiba receberá a quarta etapa, no dia 19 de agosto. O campeonato voltará aqui a Santa Cruz do sul na quinta etapa, dia 23 de setembro. Cascavel, minha terra, vai receber a sexta, em 21 de outubro. A sétima e a oitava, compondo a rodada dupla final, devolverá a categoria ao Rio de Janeiro, no dia 2 de dezembro.

sábado, 21 de abril de 2012

Corridinhas boas, as de hoje

SANTA CRUZ DO SUL - Sempre atenta, a Fernanda Freixosa, depois de mandar à merda ou pra um pouco mais longe alguns torcedores mal educados que adiram vodka ao chimarrão, captou o exato momento em que Cláudio Dahruj, abrindo a última volta, colocou o novíssimo BMW Z4 pela linha esquerda da pista, a de dentro, e tomou a liderança de Fábio Ebrahim para vencer pela terceira vez no Campeonato Brasileiro de Gran Turismo.

Aconteceu de tudo, ou de quase tudo, na primeira corrida da temporada, hoje à tarde em Santa Cruz do Sul. Antes mesmo da corrida valer, já que um temporal não tão inesperado levou à interrupção da prova com bandeira vermelha antes da terceira volta e fez voltar tudo à estaca zero – inclusive com a formação original do grid, como manda o figurino –, e até o Magrão resolver acabar com a festa, que para quem assistia à corrida pela internet estava boa demais, tivemos três voltas bastante movimentada.

A corrida de hoje, como bem observou o cacique enciclopédico Rodrigo Mattar em seu blog “A mil por hora”, tem tudo para ter sido a melhor, ou uma das melhores, de toda a ainda curta história do Brasileiro de GT, que abriu a sexta temporada. O próprio post do Mattar traz o resultado completo da corrida. Cacá Bueno, parceiro de Dahruj, chegou à categoria sob o discurso de que aqui não passa de um novato, mas estreou com vitória. A estrela do cara brilha, de fato.












O BMW Team Brasil, equipe de Cláudio e Cacá, também fez a festa na categoria GT4, com a vitória de William Starostik e Léo Cordeiro, também estreantes – os da foto da esquerda logo aí acima –, e o segundo lugar de Matheus Stumpf e do também estreante Patrick Gonçalves. Foi a recompensa pelo acidente que tirou o outro modelo Z4 da primeira rodada dupla do ano. Na GT Premium, Raijan Mascarello e Felipe Tozzo levaram à vitória a mesma Ferrari F430 com que Cláudio Ricci e Rafael Derani foram campeões em 2009, a da foto da direita – o relato da corrida está em vários lugares, como aqui no Total Race.

Não tivemos tevê ao vivo nas corridas de hoje, mas auferimos boa audiência com a transmissão ao vivo em áudio e vídeo em vários sites – a Rádio Giga também entrou na lista. Nesse sistema, transmitimos também, em tempo real, a etapa de abertura do Mercedes-Benz Grand Challenge, que teve uma corrida bastante movimentada, também, e vitória do campeão João Campos. Formei com André Duek no comentário e Kaká Ambrósio na reportagem o trio da transmissão. Vamos repetir a trinca amanhã, tanto na internet quanto na Rede TV!, que entrará ao vivo de Santa Cruz do Sul por volta das 14h25, tão logo termine a transmissão da Copa Petrobras de Marcas em Interlagos.

Segunda baixa

SANTA CRUZ DO SUL - "Tem chance?", perguntei ao Bruno Garfinkel. "Não, zero", ele respondeu, resignado.

E, assim, a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo sofre sua segunda baixa. O Lamborghini LP 600 da Scuderia 111 de Bruno e seu parceiro Rafael Daniel ficou sem qualquer condição depois do acidente de agora há pouco, na tomada de tempos.

O carro já foi coberto e levado embora. Será embarcado para a sede da Reiter, que prepara os carros da marca, onde uma avaliação técnica vai determinar o futuro da dupla.

A primeira baixa no grid foi confirmada ontem, quando um acidente tirou de combate o BMW de Constantino Júnior e Valdeno Brito.

Acidente na tomada

SANTA CRUZ DO SUL - Rafael Daniel, embora tenha assegurado o quarto lugar no grid da primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, pode ficar fora da corrida. Pode.

O piloto paulista acabou sofrendo um acidente em sua décima volta da tomada de tempos de agora há pouco no autódromo de Santa Cruz do Sul. Na entrada da reta, depois de avançar além da zebra de apoio, tentou trazer o carro de volta à pista, acabou rodando e batendo com a lateral direita na mureta dos boxes.

O dano à Lamborghini número 33 foi considerável. Carlão Chiarelli e a rapaziada da Scuderia 111 vão ter bastante trabalho até a hora da corrida. Talvez dê. Tomara que dê.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Na íntegra: Porsche GT3 Challenge, 3/9 e 4/9

SANTA CRUZ DO SUL - Vá lá que o fim de semana seja de Brasileiro de GT e que falte mais de um mês para a retomada da temporada do Porsche GT3 Brasil. Mas umas corridinhas da categoria porschística não fazem mal a ninguém – bem pelo contário.

Foi o Ipe Ferraiolo, piloto da categoria, quem postou no YouTube a íntegra das duas corridas que compuseram a rodada dupla de quase um mês atrás no Algarve, lá em Portugal. Estão aí os dois vídeos, tal qual foram exibidos naquele 24 de março pelo Speed Channel, com minha narração e comentário do André Duek, que acaba de contratar um personal stylist.




Vou tentar achar um tempo na agenda do Thomaz Figueiredo pra averiguar com ele a chance de termos todas as corridas do ano, e foram sete até agora nos dois eventos realizados em Portugal, postadas no YouTube.

A próxima etapa do Porsche GT3 Cup, no dia 26 de maio, vai reunir os pilotos das categorias Cup e Challenge em Interlagos.

ATUALIZANDO EM 25 DE ABRIL, ÀS 15h46:
Aqui, cabe uma explicação, já que o título do post leva a supor que o campeonato tem nove etapas. Não é suposição, aliás; o campeonato tem, sim, nove etapas. Para a categoria Challenge, contudo, terão sido 11 corridas.

Excepcionalmente nas etapas do mês passado em Portugal, a categoria Challenge teve duas corridas por evento, com cada piloto levando para o campeonato apenas os pontos de seu melhor resultado em cada pista - quatro corridas, duas etapas, portanto. A partir do mês que vem em Interlagos, volta o padrão de uma corrida da Challenge e duas da Cup a cada etapa.

Campeões fora de combate

SANTA CRUZ DO SUL - Não começou bem a participação de Valdeno Brito e Constantino Júnior na temporada 2012 do Brasileiro de Gran Turismo. Dependendo do ponto de vista, nem começou. A dupla do BMW Team Brasil está fora das corridas que abrem a temporada neste fim de semana em Santa Cruz do Sul.

Constantino, atual campeão do Porsche GT3 Cup, sofreu um acidente na segunda sessão de treinos desta sexta-feira. A equipe reconheceu a impossibilidade de restabelecer as condições do BMW Z4 número 1 em tempo para as corridas de amanhã e domingo.

Valdeno, que conquistou os dois últimos títulos da categoria pilotando um Ford GT, foi quem me confirmou, de voz embargada, que está fora de combate. "Vamos pensar na próxima", falou, quase pedindo pra não falar nada.

Constantino e Valdeno ficaram com o terceiro melhor tempo no primeiro treino do dia, atrás do Lamborghini LP600+ de Marcelo Hahn/Allam Khodair e do outro BMW Z4, pilotado pelo estreante Cacá Bueno em dupla com Cláudio Dahruj - nunca pensei que fosse tratar Cacá Bueno como "estreante". Essas duas duplas ficaram, também, com as duas primeiras posições na sessão final, que teve Cláudio Ricci e Rafael Derani, de Ferrari F458, em terceiro.

Corridas na tevê e na web

SANTA CRUZ DO SUL – O que não vão faltar no fim de semana que abre a temporada 2012 do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo são opções para quem não estiver no autódromo acompanhar as corridas em Santa Cruz do Sul.

Começando pelo fim, que é mais óbvio, as provas que vão complementar no domingo as rodadas duplas do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo e do Mercedes-Benz Grand Challenge terão transmissão ao vivo da Rede TV!. Eu narro as duas, tendo André Duek como comentarista na primeira e Mário Laffite na segunda – o Kaká Ambrósio, de volta ao evento, vai trazer a reportagem de pista. A prova do GT será mostrada também ao vivo no SporTV, com o Sérgio Maurício narrando e o Rodrigo Mattar comentando. A japa Érica Hideshima está por aqui, também, produzindo conteúdo para a programação do canal campeão.

Mas e as corridas de sábado?, você vai perguntar. E eu respondo, cacifado pelos rabiscos que fiz num guardanapo aqui depois durante um bate-papo com a multimídia Camila Maluf. GT e Grand Challenge serão mostradas em tempo real na internet, em áudio e vídeo, em três sites – além do portal oficial do evento, estaremos no ar também pelos sites Total Race e Webtranspo. E não é só isso!, parafraseando o chavão do comercial que vende facas e aspiradores de pó. No caso do Grand Challenge, os internautas – ou GTnautas, como já estamos chamando aqui – também poderão acompanhar as corridas no hotsite da competição, hospedado no site da marca. Esse esquema de transmissão internética será repetido no domingo, mesmo com as provas no ar pela tevê.

Não acabou. Pelo Elf Superbike, outra competição que integra o evento, o site oficial da categoria vai transmitir tanto a disputa da Superpole, amanhã, quanto a corrida, no domingo. Essas duas transmissões terão a calva narração do Osires Júnior.

Esse link aqui traz todos os horários da programação do evento em Santa Cruz do Sul. Vale, também, acompanhar todos os resultados de treinos e corridas em tempo real, na página da Cronomap.

Métodos e procedimentos

SANTA CRUZ DO SUL - Passei alguns longos minutos na sala da direção de prova do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, agora há pouco. Foi durante o treino do Elf Superbike, que tem sua própria equipe de oficiais de competição, o que libera os do automobilismo por instantes.

Quem me chamou lá no terceiro andar foi o Roberto Barranco, diretor da equipe de sinalização Speed Fever. Ofereceu um café, que eu recusei - preciso evitar o cafezinho, grande vilão das minhas gastrites e úlceras duodenais. Barranco tem acompanhado, nos últimos dias, a repercussão alcançada pelo acidente que envolveu cinco carros na Copa Marshal de Marcas & Pilotos, três semanas atrás lá em Interlagos. Acompanhou, inclusive, o que publiquei aqui no BLuc.

Na última vez toquei no assunto, quando recebi a imagem do Sport Brazil que mostrava todo o acidente, afirmei algo que o Barranco contesta. "Notem que Flávio Paiva, o piloto do carro número 7, tenta sair do carro e não consegue. Faz sinais desesperados com a mão, em vão. (...) E ninguém nota o desespero do Flávio", foi o que escrevi no dia 11, sobre o piloto Flávio Paiva, que acabou sofrendo uma lesão na coluna - foi submetido a uma cirurgia dois dias depois da batida.

"Não é que ninguém notou. Bem pelo contrário, todo mundo notou e a situação foi reportada imediatamente", foi o que me falou, arrematando com uma alegação que eu mesmo usei dias atrás numa rodada de bate papo: "O pessoal de resgate não põe a mão em pilotos. Essa é atribuição dos médicos".

A largada da corrida da Copa Marshal não tinha o Medical Car seguindo os carros. "Eu sempre posiciono o Medical e o Safety Car no posto (de resgate) da curva do Café", explicou-me o diretor de provas Antonio Carlos Regal. Poucos conhecem-no pelo nome. Se falar no "Magrão", todos sabem de quem se trata. "Estando ali, o médico vê tudo que acontece na pista, e eu, da torre, vejo o carro médico. O Café é o ponto que permite um deslocamento com maior praticidade para qualquer lugar da pista de Interlagos", justificou o diretor de provas, que diante do acidente determinou a imediata intervenção do Safety Car. "Quando os pilotos passaram pelo acidente pela primeira vez, a corrida já estava neutralizada pelo Safety e o atendimento médico e do resgate já estava sendo prestado. É uma mostra de que esse sistema funciona", ilustrou, citando que outro diretor de provas do automobilismo brasileiro, o meu parceiro Sérgio Berti, também define o posto do Café para posicionamento dos dois carros oficiais.

Ah, sim, o atendimento médico. O vídeo acima mostra que a doutora Magda Costa Silva chega ao carro de Flávio 1min59s depois do primeiro toque entre os carros envolvidos no acidente. Houve demora? Não, segundo ela. "Existe um código mundial que reza que você só passa a integrar a cena de um acidente para prestar quando há garantia de segurança para o procedimento. Esse código vale para tudo. Para tudo", explicou a doutora. Lembro de ter aprendido isso no Detran, quando fiz curso de reciclagem - não me condenem, havia o carro de um terceiro registrado em meu nome que carregou minha CNH de pontos.

Quando chegou ao local do acidente, Magda já sabia pela direção de prova, atenta à comunicação dos fiscais de pista, que o panorama recomendava prioridade a Flávio. "Ele se queixava de muita dor. Fiz com que ele ficasse no carro e a equipe médica providenciou a devida imobilização para tirar o piloto do carro. Depois fui rapidinho para o carro do garoto", ela narrou, citando Edson Coelho Júnior, do carro número 999. "Pelo toque percebi que ele tinha uma fratura na clavícula. Ele queria sair do carro, então indiquei a posição em que ele devia manter o braço e aí sim, ele saiu e a gente fez a imobilização", contou. Quando chegou ao carro de Caio Clemente, a determinação da doutora foi também de que permanecesse no cockpit até a imobilização e remoção. "Ele se queixava de dores nas costas. Felizmente, no caso dele, não era nada, mas poderia ser", frisou.

Os três pilotos foram atendidos no ambulatório do autódromo. Caio foi liberado; Edson e Flávio foram encaminhados ao hospital. "Quando há uma eventualidade como aquela, uma ferramenta de trabalho que a gente tem é a confiança no trabalho dos outros, e isso existe porque trabalhamos juntos há muitos anos", ponderou a doutora, referindo-se ao comando de Magrão sobre as ações de todas as equipes de trabalho e de Barranco na coordenação do resgate. "Quando eu vou para a pista, a minha vida também passa a estar em risco, então eu preciso confiar no Magrão, é ele quem garante que a condição de pista vai preservar a minha segurança. E ele confia no que eu faço na parte médica. Nós formamos um time", ela definiu.

Barranquinho, Magda e Magrão estão em Santa Cruz do Sul. Formam há anos, cada um em sua função, o time titular do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, que abre aqui as disputas da temporada de 2012.

O Corinthians é aqui

SANTA CRUZ DO SUL - Cidadezinha bem legal, essa aqui. Tem um clima bacana, ameno, sossegado, sem aquela quietude exagerada do interior. Ruas tranquilas, bons botecos, bons restaurantes, algumas baladinhas atrativas, gente simpática e mulheres muito bonitas, e que a Juli não leia isso.

Desembarquei no início da tarde em Porto Alegre, arrematei lá do aeroporto mesmo alguns trabalhos que tinha de encaminhar e fui pra rodoviária. Não tinha saco, essa é a verdade, pra esperar alguma carona até aqui. De ônibus, são quase três horas para um trecho de 150 km, algo que não me aborrece se houver, como houve, uma boa poltrona pra recuperar o sono sempre atrasado.

Da rodoviária até o hotel é rapidinho, mas deu pra pôr a conversa em dia com o parceiro Aluízio Coelho, piloto e comentarista de tevê, que veio pra cá trabalhar como coach de um piloto do Mercedes-Benz Grand Challenge. Virou moda os pilotos prestarem essa consultoria aos menos experientes, é um trabalho de resultado prático comprovado e que oferece a eles, pilotos mais tarimbados, uma renda extra. Não falta mercado.

Me diverti com o taxista que nos trouxe pra cá. Oli, o nome dele. Observou que cheguei num horário de trânsito intenso, fim de expediente. Procurei num olhar e, além dos carros estacionados, vi dois trafegando. Dois. Seu Oli nunca deve ter visto um engarrafamento de perto, pensei.

Já instalado no hotel, exercitei o hábito de selecionar algumas músicas sertanejas pra ouvir enquanto escrevia algumas coisas. O repertório do início de noite ficou por conta de Cezar & Paulinho, até o momento em que chamaram no ramal me convidando pro jantar. E, na curta caminhada até o Quiosque, onde servem um rango caprichado, eis que encontro... o Corinthians!

Isso mesmo, a sede do Corinthians, que anteontem enfiou um nabo de seis a zero num time xiru qualquer. Descarregamos o tambor inteiro, seis tiros, como bem definiu o Roberto Vita, da editora Melro. Claro que trato aqui de coisas diferentes. O clube santacruzense em questão é o Corinthians Sport Club, uma organização de 72 anos que, além do futebol amador, coleciona títulos em campeonatos de basquete, futsal e bolão. Bolão... Já se vão uns 15 ou 16 anos da única vez na vida que joguei bolão. Em janeiro último fui apresentado à Bocha. bobagens esportivas, enfim.

Agora, hora do encontro com Morfeu. Daqui a pouco começa a agenda do fim de semana no autódromo, com o Campeonato Brasileiro de Gran Turismo e suas categorias parceiras. Pra fechar a noite, uma baladinha organizada na Spirit pelo pessoal da SRO, quem sabe uma passadinha pela Centenário, onde o rodízio é de primeira e, na última visita, curti um repertório musical da melhor qualidade.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Pioneiros na pista

SANTA CRUZ DO SUL - Não é segredo pra ninguém que sou um fã do Dodge Viper Competition Coupé, e por conta disso aplaudo o Renato Catallini e o Ramon Mathias, que vão colocar um "Vaipão" na pista no Brasileiro de Gran Turismo. A dupla vai participar do campeonato com o carro da Ebrahim Motors, com que o Wagner Ebrahim ganhou algumas corridas, quatro ou cinco.

No caso de agora, o Viper está escalado na subdivisão GT Premium. É uma categoria testada na última etapa do ano passado, em Interlagos, que abre espaço para os modelos pioneiros do Brasileiro de Gran Turismo. Integram a GT3, mas têm também a classificação em separado, com pódio e tudo mais, da classe que já ouvi gente abreviando para "GTP".

Nas corridas de sábado e domingo aqui em Santa Cruz do Sul, a GT Premium vai ter, ainda, as Ferrari F430 de Felipe Roso/Vinicius Roso e Felipe Tozzo/Raijan Mascarello, o Lamborghini Gallardo de Cristiano de Almeida/Pierre Ventura e o Lamborghini LP520 de Carlos Kray/Andersom Toso.

Nosso novo kartódromo

SANTA CRUZ DO SUL - E o André Pedralli, enquanto não consegue o patrocínio que precisa para se lançar de cabeça nessa cachaça chamada automobilismo, está se saindo um bom repórter. Ele esteve hoje, mais uma vez, no canteiro de obras do Kartódromo Delci Damian, em Cascavel, e fez o vídeo abaixo. Assistamo-lo, primeiro - recomendo que vocês deixem sem volume, porque a trilha sonora que o Pedralli aplicou à edição é uma das coisas mais irritantes que já ouvi.


Já dá pra notar a diferença em relação ao primeiro vídeo que o próprio Pedralli fez lá no kartódromo. O novo asfalto já está pronto, e uma coisa que noto sem dificuldade é que a pista, além de incorporar novas curvas e mais opções de traçado, está bem mais larga que nos meus tempos de piloto.

O batalhão da Prefeitura está trabalhando rápido, tudo deve estar pronto dentro de poucos dias. O que é necessário, já que o calendário de eventos para o kartódromo prevê para breve eventos da Copa Paraná, do Sul-Brasileiro e até do Brasileiro de Kart, algo que nunca aconteceu por aquelas bandas. Há quem diga que a reinauguração vá acontecer no dia 4 de maio, com uma corrida noturna. E sei que há uns quatro ou cinco abnegados trabalhando na surdina pra levar a Cascavel uma edição do badalado Super Kart Brasil.

E o Fuscão que aparece no fim do vídeo, já no novo parque fechado do kartódromo, me fez ter saudades dos animados almoços que costumava promover para sortear carrinhos antigos. Acho que logo, logo vou armar mais um daqueles.

Sertanejão na veia

SANTA CRUZ DO SUL - Abro mais uma exceção à regra blúquica (ou belúquica?) de só trazer aqui artistas cantando ao vivo. A música de hoje faz valer a transgressão.


"Couro de boi", do Serjão Reis, é daquelas músicas que qualquer ser humano deveria escutar no mínimo uma vez por dia. Sua mensagem, transposta a tudo que acompanhamos estarrecidos no nosso cotidiano medíocre, deveria ser suficiente pra fazer do mundo um lugar menos inóspito.

Árvores x corridas

SANTA CRUZ DO SUL - Embora tenha ido dezenas de vezes ao Rio de Janeiro, sempre para falar durante corridas ou escrever depois delas, conheço pouco a cidade. O itinerário de um fim de semana de corridas invariavelmente atém-se ao tradicional aeroporto-hotel-autódromo-hotel-autódromo-aeroporto, motivo pelo qual não sei picas do Rio. Sei que Jacarepaguá, onde ainda existe o autódromo, é Barra da Tijuca, porque um piloto de lá, para quem eu trabalhava e com quem não falo há eras, me contou.

Sem devaneios, fato é que não conheço o Rio. Mais que compreensível, portanto, que o nome Deodoro tenha sido de uma interrogação completa para mim quando surgiram os rumores, e não vão passar de rumos, da construção de um autódromo lá. Aí, dia desses, o Eduardo Homem de Mello fez e postou na internet um vídeo sobre a área onde as fadas garantem que vai haver uma pista de corridas. Publiquei o vídeo aqui no BLuc, inclusive.

Vendo-o, mesmo sem saber pra que lado aponta o sol em Deodoro, matei a charada sobre qual seria a desculpa oficial para o que todos já temiam, previam e sabiam: o ponto de fuga para os caciques do Rio estava, está, nas questões ambientais. Um sem-número de árvores iria abaixo caso alguém tivesse mesmo a intenção de construir o autódromo. Já estava, eu, escaldado com o argumento dos ecochatos, que travaram por 21 dias os trabalhos no autódromo de Cascavel porque o prefeito autorizou que derrubassem uma meia dúzia de pinheiros lá dentro para abrir espaço a boas áreas de escape. Dito e feito, as árvores já foram eleitas bode expiatório da questão.

Os defensores de causas automobilísticas não têm o hábito de aceitar com a devida naturalidade as fraquezas desse esporte, mas é de bom tom que se acostumem a mais essa: árvores são mais importantes que corridas de carros. E vai longe o tempo em que conviviam em plena harmonia, as árvores e as corridas.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

In Grün we trust

CASCAVEL - Ainda sobre o post aí de baixo sobre o fim da Fórmula Futuro, permito-me reproduzir aqui uma consideração que o Alexander Grünwald, que integra o time do SporTV e assina o bom blog Fórmula Grun, compartilhou com os que o acompanham no Twitter:

"O fim da Fórmula Futuro tem vários culpados, mas coloco os pais dos pilotos entre os principais responsáveis. Explico.

Os caras gastam 400 mil, 500 mil por ano com campeonatos de kart e na hora de meter 220 mil numa categoria e fórmula com TV ao vivo e uma temporada na Europa como prêmio, acham caro. Depois cobram dos filhos, no exterior, um aprendizado que eles nunca poderão ter.

Claro que há muitos fatores envolvidos, mas gastar os tubos no kart e dizer que uma temporada de fórmula está cara é muita incoerência."


Depois, o Grün tuitou mais um pouco:

"Vejo muitos pilotos que ficaram a pé com a extinção da F-Futuro criticando a exposição do futebol na mídia. Não é por aí. A imprensa no Brasil sempre deu e sempre vai dar muito cartaz ao futebol. Uma coisa não elimina a outra, mas é preciso cultivar seu nicho."

Fiquem à vontade pra concordar ou discordar.

Reginaldo no Jô

CASCAVEL - Foi casualidade eu estar acordado por volta das duas da madrugada, hoje, quando a Globo exibiu a entrevista de Reginaldo Leme a Jô Soares. O "Programa do Jô" já havia mostrado, instantes antes, um papo legal com o Ney Matogrosso.

Jô comprometeu, na condução da entrevista, o conteúdo que poderia extrair de uma figura como Reginaldo, com seus 40 anos de peregrinação no automobilismo. De qualquer modo, quem frequenta o mundinho das corridas, de perto ou do sofá de casa, vai querer ver e ouvir o bate-papo. A entrevista está postada aqui, no blog do próprio Reginaldo - que, como vocês perceberão por longos minutos, já foi até jogador de beisebol.

Monopostos what?

CASCAVEL - O Nei Tessari já havia cantando a bola hoje cedo, e agora há pouco pingou no e-mail um press-release da assessoria de imprensa do Racing Festival. A Fórmula Futuro acabou.

Carlinhos Romagnolli, executivo da RM Racing Events, definiu o fato como "decisão amarga". A Fórmula Futuro, apesar dos predicados atrativos pra molecada que sai do kart, não tinha adesão confirmada e o risco de grids ainda menores que os de 2010 e 2011, já minguados - esse da foto foi o segundo maior da história -, levaram à decisão, até para que quem fazia planos para disputar a terceira temporada possa tratar da vida em outras searas.

Um desses era o meu conterrâneo cascavelense André Pedralli, que vinha arquitetando algumas ações para tomar parte do grid. Comentando o assunto no Twitter, André ouviu - leu, no caso - de Thiago Camilo o seguinte conselho: vá para as categorias de turismo, é o que vira por aqui. Falou o óbvio, o Thiago. Infelizmente.

A temporada do Racing Festival vai começar em Londrina. A primeira etapa está confirmada para dias 1º, 2 e 3 de junho. Terá as corridas de turismo da Copa Fiat, ex-Trofeo Linea, e de motovelocidade da recém criada R1 GP 1000.

Como ninguém tem notícias da Fórmula 3 sul-americana, muitos não têm nem lembrança, ninguém descarta a possibilidade de, pela primeira vez em muito tempo, não haver categorias de monopostos no automobilismo brasileiro.

ATUALIZANDO EM 18 DE ABRIL, ÀS 15h32:
O próprio André Pedralli veio ao Twitter agora há pouco para esclarecer que o grid da foto é, sim, o maior da história da F-Futuro. Eu contei 11 carros. "Eu estava ali no meio", falou o piloto de 17 anos - o que me leva a deduzir que trata-se da abertura do campeonato de 2011. Lembro que o André participou das corridas e beliscou um quarto e um quinto lugar.

Ser humano, esse ser

CASCAVEL - Costumo tentar, em vão, compreender a dificuldade que as pessoas têm no lido com as regras simples de convivência. Como preencher devidamente uma vaga em estacionamentos, por exemplo, parece ser mistério ainda não desvendado.

Observem que o 206, compacto como é, ocupa três vagas. As pessoas que cagam para o código humano de conduta são as que mais alto bradam contra políticos corruptos e pragas afins.

terça-feira, 17 de abril de 2012

GT na net

CASCAVEL - Ok, ok. Atendendo a pedidos, o Campeonato Brasileiro de GT confirmou suas novas contas nas ditas redes sociais.

No Twitter, onde estão reunidos dez entre dez dos internautas que orbitam o automobilismo em algum nível, a categoria está como @Portal_GT. Não esqueça do underline, ou você vai cair num perfil piauiense relegado às moscas há três anos.

A categoria também lançou seu perfil no Facebook e está em vias de ativar o conteúdo atualizado do novo site, sobre o qual há um time todo debruçado há semanas. Não será surpresa se pintar por aí algo na linha "BloGT".

E já li nalgum canto, aí, que estão utilizando a expressão "GTnautas". Acho que vai pegar.

Mais que mil palavras

CASCAVEL - Sou obrigado a concordar com a Alessandra Alves: desta vez, o Bruno Mantovani se superou na série "Pilotoons".

Pintando o sete

CASCAVEL - Esta sessão dedica-se a mostrar gente boa de traço e assim vai continuar, embora o caso de hoje seja bem mais abrangente que a arte propriamente dita. Trata-se, no caso de ora, de um mero copidesque, porque a abordagem vale toda a repercussão que alcançar.

Foi o Victor Martins quem descobriu, no Rio de Janeiro, um chargista cujo trabalho tem conquistado destaque entre os ativistas que combatem a putaria do governo do Bahrein, onde parece que a Fórmula 1 vai meter a cara a tapa nesta semana.

O trabalho de Latuff, insistente no assunto, já foi repudiado publicamente pelas autoridades barenitas. É um reconhecimento, eu diria. Todas as peças estão devidamente postadas no blog do chargista, onde me chamou especial atenção essa aí de cima, que faz genial alusão ao estudante chinês que parou uma fila de tanques de guerra na Praça da Paz Celestial em 1989.

A matéria que o Victor escreveu sobre seu recém descoberto personagem está no Grande Prêmio.

Os horários do fim de semana

CASCAVEL - E já que o assunto de hoje é o Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, com as outras três competições que vão integrar seu evento no calendário de 2012, não custa trazer aqui os horários do fim de semana no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul. Ei-los:

Sexta-feira, 20 de abril
8h20 – treino livre da Spyder Race (35 minutos)
9h05 – treino livre do Elf Superbike (45 minutos)
10h00 – treino livre do Mercedes-Benz Grand Challenge (40 minutos)
10h50 – treino livre da Spyder Race (35 minutos)
11h35 – treino livre do Elf Superbike (45 minutos)
12h30 – treino livre do Brasileiro de GT/todas as categorias (60 minutos)
13h40 – treino livre do Mercedes-Benz Grand Challenge (40 minutos)
14h30 – treino livre do Brasileiro de GT/GT4 (60 minutos)
15h35 – treino livre do Brasileiro de GT/GT3 e GT Premium (60 minutos)
16h45 – treino livre do Elf Superbike (45 minutos)

Sábado, 21 de abril
8h00 – treino classificatório do Mercedes-Benz Grand Challenge (15 minutos)
8h25 – treino livre da Spyder Race (35 minutos)
9h10 – primeiro treino classificatório do Elf Superbike (35 minutos)
9h55 – treino classificatório da GT4/1ª etapa (30 minutos)
10h30 – treino classificatório da GT3 e GT Premium/1ª etapa (30 minutos)
11h40 – treino classificatório da GT4/2ª etapa (30 minutos)
11h45 – treino classificatório da GT3 e GT Premium/2ª etapa (30 minutos)
12h25 – treino classificatório da Spyder Race (25 minutos)
13h23 – 1ª etapa do Mercedes-Benz Grand Challenge (30 minutos)
14h05 – segundo treino classificatório do Elf Superbike (35 minutos)
15h13 – 1ª etapa do Brasileiro de GT (50 minutos)
16h23 – terceiro treino classificatório do Elf Superbike (35 minutos)
17h08 – Superpole do Elf Superbike (10 minutos)

Domingo, 22 de abril
9h55 – warm up do Elf Superbike (25 minutos)
10h43 – 2ª etapa da Spyder Race (45 minutos)
11h40 – visitação aos boxes (60 minutos)
13h07 – 1ª etapa do Elf Superbike (30 minutos)
14h02 – Grid Walk (23 minutos)
14h33 – 2ª etapa do Brasileiro de GT (50 minutos)
15h56 – 2ª etapa do Mercedes-Benz Grand Challenge (30 minutos)

O “Grid Walk” que consta da programação de domingo é a ação pela qual os portadores da credencial específica têm acesso à pista durante a formação do grid da corrida do Brasileiro de GT. Mais detalhes sobre ingressos e credenciais para o evento podem ser conferidos nesse link aqui. Ah, claro, e também temos aqui no BLuc a nossa promoçãozinha de sempre valendo ingressos e acesso aos boxes do evento.

As corridas de domingo do Brasileiro de Gran Turismo e do Mercedes-Benz Grand Challenge serão transmitidas ao vivo pela Rede TV!. Narração minha, com comentário do André Duek e reportagem de pista do Kaká Ambrósio.

O grid de 2012

CASCAVEL - Aí está o Audi R8 LMS que em 2011 levou o paranaense Wagner Ebrahim a três vitórias no Itaipava GT Brasil. A sexta temporada da categoria, agora denominada Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, terá início neste fim de semana, com as duas primeiras etapas no sábado e no domingo no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul.

Esse é um dos 20 carros que estarão no grid gaúcho no fim de semana. Wagner, a partir deste ano, passa a ter Fábio Ebrahim como parceiro de pilotagem. Eles estão inscritos na categoria GT3, que terá dez carros no grid da primeira rodada dupla.

A categoria GT4 tem cinco carros confirmados para Santa Cruz do Sul - um deles, o Maserati Trofeo da equipe Mottin Racing, ainda sem a indicação dos pilotos que vão conduzi-lo. Pela GT Premium, subdivisão criada no fim da temporada passada e que resgata os modelos de carros pioneiros da categoria. Aí abaixo temos, à esquerda, o Lamborghini LP520 da dupla gaúcha Andersom Toso/Carlos Kray, da CRK Racing, que corre na GT Premium; à direita, o Maserati Gran Turismo MC de Valter Rossete/Fábio Greco, dupla da GT4.










A lista dos pilotos inscritos para a primeira rodada dupla do ano, que a SRO Latin America me mandou alguns minutos atrás, é esta:

GT3
0 – Cacá Bueno/Cláudio Dahruj (BMW Z4 GT3), BMW Team Brasil
1 – Valdeno Brito/Constantino Júnior (BMW Z4 GT3), BMW Team Brasil
3 – Rafael Derani/Cláudio Ricci (Ferrari F458), CRT Crystal Team
16 – Marcelo Hahn/Allam Khodair (Lamborghini LP600+), Bläusiegel
18 – Fernando Poeta/piloto a definir (Lamborghini LP560), Mottin
20 – Fábio Ebrahim/Wagner Ebrahim (Audi R8 GT3), Ebrahim Motors
30 – Cléber Faria/Duda Rosa (Lamborghini Gallardo LP560), BVA Racing Team
33 – Bruno Garfinkel/Rafael Daniel (Lamborghini LP600), Scuderia 111
75 – Henrique Assunção/Ronaldo Kastropil (Lamborghini LP560), Scuderia 111
105 – Vanuê Faria/Renan Guerra (Lamborghini Gallardo LP560), BVA Racing Team

GT4
6 – Válter Pinheiro/Leonardo Burti (Lotus Evora GT4), Dragão Lotus
11 – Matheus Stumpf/Patrick Gonçalves (BMW M3), BMW Team Brasil
12 – Leonardo Cordeiro/William Starostik (BMW M3), BMW Team Brasil
21 – Fábio Greco/Valter Rossete (Maserati Gran Turismo MC), Greco-Vivo
57 – Sérgio Laganá/Alan Hellmeister (Aston Martin Vantage), M2 Competições
(Maserati Trofeo), Mottin Racing

GT Premium
4 – Felipe Roso/Vinicius Roso (Ferrari F430), Metasa
10 – Cristiano de Almeida/Pierre Ventura (Maserati Trofeo), Mottin
15 – Felipe Tozzo/Raijan Mascarello (Ferrari F430), Mottin
46 – Carlos Kray/Andersom Toso (Lamborghini LP520), CKR

ATUALIZANDO EM 17 DE ABRIL, ÀS 12h13:
Pelo Twitter, o retratista Fernando Nunes, que está às portas das equipes gaúchas, informa que a dupla Cristiano de Almeida/Pierre Ventura vai disputar a corrida com um modelo Lamborghini.

Lotus no grid

CASCAVEL - Uma das novidades no grid do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo na abertura da temporada, neste fim de semana, vai ser o novo Lotus Evora GT4, que terá o carioca Válter Pinheiro e o paulista Leonardo Burti como pilotos. O carro é esse, da foto.

A temporada do Brasileiro de GT vai começar em ritmo de balada, sexta-feira, todo mundo deve aparecer por lá. E, aos que querem ver os carros de perto lá no autódromo de Santa Cruz do Sul, temos essa promoçãozinha aqui, valendo uns ingressos com acesso aos boxes.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Bandeira verde na balada

CASCAVEL - "Special Opening GT". Esse é o nome da festa que vai marcar, sexta-feira à noite, a abertura do calendário de 2012 do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, em Santa Cruz do Sul. Estaremos lá, nós que integramos o time da SRO Latin America, a empresa que organiza o campeonato. As corridas da primeira etapa, sabe-se, vão acontecer no sábado e no domingo e o calendário prevê nove etapas.

A balada vai reunir a galera do Brasileiro de GT e também do Mercedes-Benz Grand Challenge, da Spyder Race e do Elf Superbike na Spirit, que vem a ser a principal casa noturna da cidade.

A rapaziada da imprensa, claro, está desde já escalada tanto para o coquetel, marcado para as nove da noite, quanto para a festa, que vai começar logo em seguida, e bons DJs vão se encarregar dos embalos da sexta à noite.

Esse evento, pra mim, vai ser um problema. Não pela festa, que essa eu não recuso. É que como a Juli não vai me acompanhar nesta etapa, vou ter de me comportar direitinho durante a semana pra conseguir o alvará dela. Lavar a louça todos os dias até a viagem, a roupa, talvez até trocar o futebol de quarta-feira pela novela.

Por uma baladinha na Spirit, vale a pena.

Instantâneos

CASCAVEL - A foto aí de cima é uma das obras-primas do Sérgio Sanderson, imagino que tenha sido um de seus maiores cartões de visitas no início de carreira no automobilismo.

Em cena, Néstor Gurini, com o Berta-Volkswagen, na saída da curva do S durante a etapa de Cascavel da Fórmula 2 Codasur. Sérgio costuma contar em seus círculos a história da foto. A labareda, gerada durante uma troca de marcha depois que a tampa do tanque de combustível do carro do argentino caiu, durou menos de um segundo. O próprio fotógrafo só a notou depois de ter revelado os negativos da corrida.

Fazia tempo que eu queria publicar essa foto aqui, não a tinha. Hoje, o próprio Serjão postou-a no Facebook.

Acidentes em Interlagos

CASCAVEL - Filmado da arquibancada, o acidente de ontem, na segunda etapa do Mobil Pirelli Superbike, em Interlagos. Foi o Fábio Ongaratto quem garimpou o link, onde o momento preocupante da etapa pode ser visto a partir de 1min52s.


Era a quarta volta da corrida quando Carlos Medeiros caiu no S do Senna. Danilo Andric, o pole-position da etapa, vinha logo atrás e não conseguiu desviar do piloto da categoria Pró-Amador, que ainda rolava no asfalto. Andric sofreu uma queda, mas voltou à pista. Abandonou duas voltas depois. No meio da tarde, queixava-se de algumas dores nas costas, nada muito sério.

Outro acidente na etapa aconteceu na última corrida do dia, a do Dainese Superbike Light. Heferson Ferraz bateu na curva do Café e precisou de atendimento médico. O piloto ficou sentado por alguns instantes, chegou a se levantar e, atordoado, sentou-se de novo à beira da pista. Os médicos da prova atenderam-no ainda na pista e, manifestando que seu quadro era estável, encaminharam-no para o Hospital São Luiz, para exames mais detalhados.

domingo, 15 de abril de 2012

Pensamentos de um fim de semana

SÃO PAULO - Tudo que não rolou no fim de semana foi tempo pra vir aqui postar minhas insignificantes querelas. Acho que todos sabem, mas meu empenho maior no fim de semana foi devido à segunda etapa do Mobil Pirelli Superbike. Sou locutor de arena de maioria das etapas. Algumas breves passagens do fim de semana merecem um registrinho aqui, aquele tipo de coisa pra eu mesmo ler daqui a algum tempo.

Foi um fim de semana pródigo, esse no autódromo, de gente perdendo chave de motos, e num evento centrado em corridas de motos o que mais havia, também do lado de fora da pista, eram motos. Coisa que serve pra mostrar que ainda há gente honesta e de boa vontade no mundo. Às vezes, em lampejos de bom humor, eu até acredito que o mundo tem salvação.

O primeiro dos episódios de perda de chaves me chamou especial atenção. Dois rapazes que passaram pelo estacionamento notaram que o dono de uma Twister amarela havia deixado a chave no contato, ou na ignição, como queiram. Mesmo sem credenciais, eles deram um jeito, não tenho a mínima ideia de qual tenha sido, de entrar na área dos boxes, um tanto restrita ao público em geral. Vieram de bem longe pra isso, considerando a geografia particular do autódromo. Me procuraram durante uma das várias cerimônias de pódio do dia, trouxeram uma foto da placa da tal moto – não tinham como anotá-la –, entregaram a chave pra que a gente localizasse o dono e foram embora satisfeitos com a boa ação.

Outro episódio da série Achados & Perdidos me deu a maior satisfação do domingo. Alguém achou pelos boxes uma mochilinha infantil, amarela e azul, à qual estava amarrada uma garrafinha plástica com a figura do Senninha gravada. Tinha um robô desenhado. Troxeram-na a mim, também, não por eu ser um baluarte das causas perdidas, mas por ter à mão um microfone capaz de fazer todo mundo no autódromo ficar sabendo de qualquer coisa, e esse é meu trabalho, afinal. Anúncio feito, não foram nem 15 minutos até que aparecesse um senhor, trazendo pela mão um menininho de dois ou três anos. O olhar do moleque contrastava a tristeza da perda com o alívio tê-la resgatado. Fiz-lhe, no moleque, um cafuné na cabeça, ele retribuiu com um sorriso e foi correndo buscar seus pertences perdidos no lugar onde indiquei que estavam guardados. Arrancar um sorriso de um molequinho é algo digno de uma nota pra eu mesmo ler.

Quanto ao evento, o Superbike, aquilo de sempre. Pilotos saindo pelo ladrão, corridas ótimas – de verdade, a ponto da vitória na principal ter sido decidida por uma distância de não mais que dois dedos. Vou contar direitinho quando chegar em casa, amanhã cedo, mas é para as seis corridas terem totalizado mais de 200 pilotos. É um feito e tanto, o do Bruno Corano, piloto e mentor de todo o campeonato. Bruno que, descobri ontem, é um moleque, cronologicamente falando. Dois anos mais novo que eu.

De novo, o público nas arquibancadas de Interlagos foi um dos pontos altos do evento. Arquibancadas lotadas, falo das duas em frente aos boxes, que na verdade não são arquibancadas, mas áreas cobertas com cadeiras - há uma terceira área dessa, ainda interditada ao uso pelo público. E muita gente esparramada pelas arquibancadas de verdade que acompanham a subida do Café. Sempre tenho a impressão que o trabalho rende mais quando há mais gente para aprová-lo ou reprová-lo. É meu modo bobo de pensar. Bobo, mas meu.

Mesmo atarefado até a tampa, passei o fim de semana todo matutando a validade ou não de se dispor a lutar sozinho contra um sistema todo, só a Juli e eu sabemos do que se trata. Está certa ela, a Juli, é inútil. Diante disso, o que fazer? Deixar a vida passar por trilhos tortos ou, pra não perder o bonde, entrar na onda torta, como fazem quase dez entre dez? Filosofia de boteco de vila, enfim.

E mais algumas coisinhas que vou matutando comigo até dormir. Tenho mil quilômetros pela frente e, apesar do filme que puseram pra rodar aqui, que nos dez primeiros minutos já mostrou ser bem chato, dá pra refletir bastante, e tirar umas boas sonecas, também.

Crash!


SÃO PAULO - Vi alguns pedaços da corrida da Indy, tinha de correr para embarcar de volta pra casa. Escutei na Band News, ainda no carro, que Helio Castroneves e Rubens Barrichello se meteram numa confusão atípica nos instantes finais da etapa de agora há pouco da Indy, em Long Beach.

O vídeo do, hã, incidente está aí. Foi o Jorge Pezzolo quem compartilhou com a geral, lá no Twitter.

Que coisa, não?

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Suzane nas duas rodas

SÃO PAULO - E tanto ela fez que conseguiu. Suzane Carvalho vai estrear neste ano na motovelocidade. A carioca vai disputar o recém criado Yamaha R1 GP 1000 - na foto aí de cima, a Suzane, com o capacete do automobilismo, testando um exemplar em Jacarepaguá.

Fiquei sabendo da existência da categoria pelo próprio blog dela. Pelo modo como a Suzane anunciou, parece uma iniciativa interessante. É torcer para que vingue.

Por falar em motovelocidade, é esse o motivo que me traz a São Paulo neste fim de semana. Presto em Interlagos, amanhã e domingo, a locução de arena das provas da segunda etapa do Mobil Pirelli Superbike. As corridas de domingo, como sempre, serão transmitidas ao vivo pelo site da categoria.

Ingressos para o Brasileiro de GT

SÃO PAULO - Só pra ilustrar, aí acima, a foto da Ferrari do gaúcho Cláudio Ricci e do paulista Rafael Derani, dupla da equipe CRT.

Semana que vem, afinal, começa a temporada 2012 do Brasileiro de Gran Turismo, ou Brasileiro de GT, como queiram. Primeira etapa vai ser em Santa Cruz do Sul, solo gaúcho, onde existe o público mais apaixonado por corridas do Brasil.

E onde há gente que gosta das corridas, cabem credenciais, não? Vamos, portanto, com a primeira PromoBLuc do ano na categoria. Que, como todas as outras, vai rolar lá pelo Twitter.

Serão três participantes contemplados, cada um com um par de ingressos válidos para as corridas de domingo, cada ingresso acompanhado por uma credencial que valerá acesso aos boxes durante a visitação.

Não tem segredo. Basta seguir meu perfil no Twitter e retuitar a frase aí de baixo, acompanhada do link e da hashtag indicados:

Domingo (22) tem GT e Mercedes-Benz Grand Challenge, ao vivo na Rede TV!, com narração de @lucmonteiro. http://kingo.to/13M5 #PromoBLuc

A lista dos contemplados sairá em sorteio ao meio-dia da sexta-feira, dia 20. Cada participante pode tuitar a mensagem quantas vezes quiser, por sua conta e risco, e tal. Combino a entrega do prêmio depois, diretamente com quem ganhar.

Ah, e serão quatro as categorias do evento. Além do Brasileiro de GT, os boxes de Santa Cruz do Sul vão acolher o Mercedes-Benz Grand Challenge, a Spyder Race e o Elf Superbike.

Os extras do "reality" do Edu


SÃO PAULO - Mais um pouquinho do "Hoje em Dia" desta sexta-feira 13. A equipe do programa aproveitou a participação especial de Emerson Fittipaldi pra mostrar o carro de corridas do Edu Guedes.

"Tem chef na pista" (5)

SÃO PAULO - Terminou hoje cedo, pra quem acompanha o "Hoje em Dia" na Record, a exibição da série de cinco episódios que o Edu Guedes produziu durante a passagem do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil por Portugal, mês passado.

O programa, hoje, teve a participação de Emerson Fittipaldi, que falou das Seis Horas de Interlagos, prova que vai promover aqui ao lado no segundo semestre, bateu um papo sobre corridas - e sobre o que mais seria? - e sobre a iniciação de Edu no automobilismo, além da saga do "Rato" na Fórmula 1.

E, claro, passou-se pelas corridas porschísticas de 24 de março no Algarve.

Não vou contar. Melhor é assistir. Aí está o material todo, tal qual o "Hoje em Dia" mostrou.



VEJA TAMBÉM:

"Tem chef na pista" (1)

"Tem chef na pista" (2)

"Tem chef na pista" (3)

"Tem chef na pista" (4)

quinta-feira, 12 de abril de 2012

"Tem chef na pista" (4)


CASCAVEL - E percebi que a galera que curte automobilismo tomou, nesta semana, o hábito de acompanhar o "Hoje em Dia", da Record, para assistir aos episódios da série de reportagens do Edu Guedes, ambientadas nas etapas portuguesas do Porsche GT3 Brasil.

O quarto e penúltimo, exibido hoje cedo, mostrou a experiência que os pilotos da categoria tiveram no Algarve com os carros de Fórmula 1 da AGS. Ei-lo, como foi ao ar.

O encerramento do "reality show" guedístico, no programa de amanhã, vai resumir as corridas do Algarve, que encerraram a turnê da categoria por Portugal.

VEJA TAMBÉM:

"Tem chef na pista" (1)

"Tem chef na pista" (2)

"Tem chef na pista" (3)

Disk-fusquinha



CASCAVEL - Pincei de algum perfil do Facebook, de repente seja uma cascata sem tamanho, mas penso ser verossímil.

O sujeito que comete um crime desse deveria ser preso duas vezes. Uma pelo próprio furto, embora no nosso amado-idolatrado-salve-salve país de merda os ladrões e a cadeia não tenham quase nada em comum. Outra, por tirar uma joinha dessas de seu dono.

Eis aí um carrinho que não tem preço, mas tem um valor mastodôntico.

Putz, mastodôntico.

Projeto campeão

CASCAVEL - Energia boa que vem dos lados do Audi DTCC. Quem traz a novidade à tona é o parceiro Marçal Melo, que quando não está despachando do atravancado trânsito paulistano é um dos pilotos da categoria.

Marçal está ligado à criação da Fundação DTCC. O projeto foi idealizado pelo também piloto Léo Medrado - que só hoje vim a saber que é um renomado médico neurocirurgião; só o conhecia das pistas - e terá envolvimento direto de Dennis Rolim e Décio Rodrigues, sócios no comando da categoria automobilística.

A Fundação DTCC, sabe-se de início, vai contemplar comunidades carentes nas praças que recebem as corridas do Audi DTCC. O atendimento médico e odontológico será prestado voluntariamente por especialistas em diversas áreas. Distribuição de medicamentos e alimentos às pessoas necessitadas e a visita a hospitais infantis, numa atividade denominada “Pilotos da Alegria”, também estão na pauta.

“A ideia é dar início a um projeto pequeno. Quem sabe no futuro a gente possa ajudar até em causas maiores, como ampliação de hospitais”, vislumbra o Marçal, revelando que no ato de inscrição para a próxima corrida, marcada para dia 19 de maio em Campo Grande, cada piloto do Audi DTCC vai doar uma cota de cobertores e brinquedos para repasse aos grupos atendidos pela fundação.

O grupo que está encampando a criação da fundação não se faz de rogado e deixa claro que aceita ajuda em qualquer nível, desde que não se trate da doação de quantias em dinheiro.

Esse tipo de atitude, que felizmente tem vários similares no meio esportivo, revela campeões de verdade.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Pra encerrar o assunto

CASCAVEL - Anteontem compartilhei aqui três opções de imagens do acidente que marcou, domingo, a terceira etapa da Copa Marshal de Marcas & Pilotos. Esse vídeo aí abaixo, captado pela equipe de produção do Marcos Rossini, acaba com qualquer dúvida que pudesse permanecer.

Notem que Flávio Paiva, o piloto do carro número 7, tenta sair do carro e não consegue. Faz sinais desesperados com a mão, em vão. A primeira picape de resgate que aparece, aos 56s do vídeo, é posta a rebocar o carro de Cláudio Roscoe. A segunda, que aparece a 1min15s, o de Ricardo Lima. E ninguém nota o desespero do Flávio.

Nisso, faço minha, aqui, a questão que o Du Cardim propôs lá no Twitter: cadê o Medical Car?

"Tem chef na pista" (3)

CASCAVEL - Nunca deixe para amanhã o link que pode ser compartilhado hoje, é o que alguém diria.

Depois dos episódios contando a preparação pré-viagem e os problemas enfrentados na programação de treinos no Estoril, exibidos segunda-feira e ontem, o terceiro episódio do "reality show" do Edu Guedes, exibido hoje cedo no programa "Hoje em Dia", relatou o dia das primeiras corridas que o piloto-mestre-cuca disputou em Portugal. Foi no Estoril, onde largou em 14º e estava na liderança quando rodou na metade da última volta. Sem eufemismos, deu dó.

Eis o terceiro dos cinco episódios, tal qual a Record mostrou-o horas atrás.

A primeira na nova casa

CASCAVEL - Coube ao Fábio Vianna, piloto mais perfumado do grid da categoria, a postagem no YouTube da íntegra do programa que a Rede TV! exibiu domingo passado, dia 1º, com o VT das duas corridas que compuseram a segunda etapa do Audi DTCC.

As corridas foram disputadas no sábado, 31 de março, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. Foi o primeiro evento que narrei para a Rede TV!, onde estarei ao longo de 2012 também com as transmissões do Campeonato Brasileiro de GT e do Mercedes-Benz Grand Challenge.


Está aí, enfim, para os que não assistiram. Foi, inclusive, o meu caso, já que durante a exibição eu estava envolvido no Rio de Janeiro com a cobertura da corrida da Fórmula Truck - foi um fim de semana bem puxado, aquele.

A terceira rodada dupla do Audi DTCC está confirmada para dia 19 de maio. Tudo indica que vá acontecer em Campo Grande.

ATUALIZANDO EM 10 DE MAIO, ÀS 11h47:
Já informei em outro post, mas não custa deixar aqui também para os que vêm ao BLuc atrás do vídeo da segunda etapa: as corridas da terceira etapa, marcando o encerramento da primeira metade da temporada, vai acontecer no dia 19 de maio no Autódromo Internacional Tarumã, em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre.

O BMW Team Brasil

Apresentação da equipe BMW Team Brasil. from BMW Team Brasil on Vimeo.

CASCAVEL - Pra quem ainda não viu, aí está o vídeo promocional do BMW Team Brasil, que estreia neste ano no Campeonato Brasileiro de GT. A primeira etapa da temporada terá suas corridas nos dias 21 e 22, lá na pista de Santa Cruz do Sul.

O BMW Team Brasil terá na pista duas unidades do modelo Z4, com que as duplas Cacá Bueno/Cláudio Dahruj e Valdeno Brito/Constantino Júnior vão disputar o título da GT3, e mais duas da M3, que Matheus Stumpf/Patrick Gonçalves e Leonardo Cordeiro/William Starostik.

Aos que frequentam as ditas redes sociais, a equipe também está no Facebook e no Twitter.

Twitcam globalizada

CASCAVEL - Já um tanto contumazes na prática da twitcam, ferramenta viabilizada pelo Twitter que viabiliza interação entre usuários, Rubens Barrichello e Tony Kanaan terão sábado, durante a programação da etapa de Long Beach da Fórmula Indy, uma sessão um tanto mais incrementada de bate-papo com internautas do mundo inteiro.

Numa iniciativa viabilizada pela Ortsbo, que a Indycar anuncia como plataforma líder mundial de tradução de idiomas em tempo real, os dois pilotos da KV Racing vão participar de uma rodada de perguntas e respostas que será exibida pela internet com tradução simultânea para 53 idiomas. Caceta, 53 idiomas! Nem sabia que havia tantos idiomas.

Jornalistas, fãs e curiosos em geral que quiserem participar da sabatina, e conheço um balaio de gente que vai querer, podem tanto fazer o registro prévio para a conversa quanto entrar ao vivo, bastando para isso acessar esse link aqui. A rodada de perguntas e respostas será apresentada pelo piloto canadense James Hinchcliffe, da Andretti. O papo de sábado vai começar às oito da noite, horário de Brasília.

O comunicado que recebi da Fórmula Indy anunciando o evento de sábado informa que o software de eventos Live & Global, da Ortsbo, integra o Livro dos Recordes e já foi empregado em eventos similares com os pilotos da família Andretti, os roqueiros Gene Simmons e Paul Stanley, o jogador de basquete Steve Nash e, também, no tapete vermelho do Orange British Academy Film Awards, atraindo participantes de 161 países.

Aos que pensam em aproveitar o canal direto pra indagar Rubens sobre o apelido de seu carro de corridas, adianto o expediente por aqui. Ele próprio já disse que é “Ogum Marinho”.

"Tem chef na pista" (2)

CASCAVEL - Reproduzi ontem aqui no blog o primeiro episódio do "reality show" que o Edu Guedes produziu para seu programa na Record durante as etapas do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil em Portugal, mês passado.

São cinco, que serão exibidos até sexta-feira pelo "Hoje em Dia". O segundo, mostrado ontem, é esse aí abaixo. A essa altura, o programa deve estar mostrando a terceira parte, que estará aqui amanhã.

terça-feira, 10 de abril de 2012

Só faltou assoprar...

CASCAVEL - Tem muito automobilismo por aqui, vamos tratar de dar um jeito nisso. Embora o vídeo tenha vindo de gente do automobilismo, o Flavio Gomes, também lá pelo Twitter. Aeroporto de St. Marteen, segundo o piloto-escriba. Fica nas Antilhas Holandesas.


Tragicômico. E, vamos combinar: baita passatempo de besta ficar ali encarando a pressão das turbinas, não?

O "novo" autódromo do Rio

CASCAVEL - Vídeo indicado via Twitter pelo Eduardo Homem de Mello, que mostra o caminho de Jacarepaguá a Deodoro, onde duendes, gnomos e afins aguardam a construção do novo autódromo do Rio de Janeiro. Vale ver, primeiro.


Que me perdoem os entusiastas e defensores da causa "O Rio não pode ficar sem autódromo", mas minha modesta percepção vê fantasia demais na crença de que um novo autódromo seja construído em Deodoro. Pela área indicada no vídeo, um empecilho óbvio ao pretenso projeto seria a pentelhação dos ecochatos - basta ver a quantidade de árvores que seriam derrubadas para dar lugar à nova pista.

A menos que algum milagre preserve da sanha imobiliária o bom e velho autódromo de Jacarepaguá, que já não é lá tão bom desde que foi mutilado alguns anos atrás, o Rio deve mesmo ficar sem autódromo.

Normalmente erro quando dou pitacos sobre alguma coisa. Honestamente, espero manter essa média no caso de ora. Minhas reticências a respeito não me permitem sonhar mais que isso.